sexta-feira, 5 de maio de 2017

[Resenha - Universo dos Livros] A Bela e a Fera

Postado por Ju às 22:30 9 comentários
Título: A Bela e a Fera
Adaptação de Elizabeth Rudnick
Roteiro para cinema de Evan Spiliotopoulos, Stephen Chbosky e Bill Condon
Tradução: Cely Couto
Editora: Universo dos Livros
Número de páginas: 208
Skoob

Bela deseja para sua vida muito mais do que a pequena cidade provinciana de Villeneuve pode oferecer. Lá, ela se destaca da multidão com um ponto de vista único, uma independência vigorosa e um notável amor pelos livros. Ela anseia por viagens e aventuras, e por uma vida tão empolgante quanto as histórias que lê, mas, quando seu amado pai é aprisionado por uma fera em um castelo encantado, o destino de Bela muda para sempre. Ao arriscar sua liberdade e seu futuro, ela assume o lugar do pai, jurando-lhe que escaparia em segredo. No entanto, conforme aprende mais sobre a Fera e seu misterioso castelo, Bela descobre que pode haver mais sobre a história dele – e sobre a sua própria – do que ela jamais poderia ter imaginado.

Era uma vez um príncipe extremamente arrogante e egoísta. Um príncipe que só permitia que o belo estivesse ao seu redor, que não se sensibilizava com as necessidades de seus súditos e não se importava nem um pouco se eles tivessem que enfrentar dificuldades para que fosse possível ele ter tudo o que quisesse.

Um dia, no meio de um baile, sua diversão foi interrompida por uma velha feia e maltrapilha que queria abrigo da tempestade, o que lhe foi negado. Imediatamente, ela se transformou, revelando-se uma linda e poderosa feiticeira. Lançou então uma maldição sobre o príncipe. 

quarta-feira, 3 de maio de 2017

[Review] A Bela e a Fera

Postado por Ju às 22:00 10 comentários

A Bela e a Fera
Data de lançamento: 16 de março de 2017
Duração:  2h09min
Direção: Bill Condon
Elenco: Emma Watson, Dan Stevens, Luke Evans e outros
Gêneros: Fantasia, Romance, Musical
Nacionalidade: EUA


Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela (Emma Watson) tem o pai capturado pela Fera (Dan Stevens) e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade dele. No castelo, ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é, na verdade, um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana. (Fonte: Adoro Cinema)



Antes de começar a falar do filme propriamente dito, preciso avisar que se você não tem a menor ideia do que acontece na história da Bela e da Fera vai encontrar spoilers por aqui.


Bela vive em um pequeno vilarejo na França. É vista como esquisita pelos outros moradores, já que não se sujeita às regras do local. O "melhor partido" do lugar quer se casar com ela, mas a garota deixa bem claro para ele que nunca seriam felizes juntos. Ele a quer por sua beleza e pelo fato dela ser uma conquista difícil; não por ter algum sentimento, apenas por considerar que trata-se do melhor "produto" disponível.



terça-feira, 2 de maio de 2017

[Livro x Filme] Nerve

Postado por Ju às 23:30 12 comentários
Nerve: um jogo sem regras
Data de lançamento: 25 de agosto de 2016
Duração: 1h37min
Direção: Ariel Schulman | Henry Joost
Elenco: Emma Roberts, Dave Franco, Emily Meade e outros
Gênero: Suspense
Nacionalidade: EUA

A tímida Vee DeMarco (Emma Roberts) é uma garota comum, prestes a sair do ensino médio e sonhando em ir para a faculdade. Após uma discussão com sua até então amiga Sydney (Emily Meade), ela resolve provar que tem atitude e decide se inscrever no Nerve, um jogo online onde as pessoas precisam executar tarefas ordenadas pelos próprios participantes. O Nerve é dividido entre observadores e jogadores, sendo que os primeiros decidem as tarefas a serem realizadas e os demais as executam (ou não). Logo em seu primeiro desafio Vee conhece Ian (Dave Franco), um jogador de passado obscuro. Juntos, eles logo caem nas graças dos observadores, que passam a enviar cada vez mais tarefas para o casal em potencial. (Fonte: Adoro Cinema)

Já faz um certo tempo que li Nerve, então não estou com as coisas frescas na cabeça para fazer essa comparação. Mas achei o filme tão bom, e o livro tão inferior a ele, embora seja uma leitura daquelas impossíveis de largar, que não podia deixar de dar um espacinho para o filme aqui.

Vee é uma adolescente bem na sua. Não gosta de aparecer, leva numa boa sua paixão platônica por um garoto popular da escola e no momento seu maior desejo é ter coragem e condições de cursar a faculdade dos seus sonhos em outra cidade. Mas tem uma amiga que acha que falta atitude a ela e simplesmente vai até o garoto de quem ela gosta para contar de seu interesse.

domingo, 30 de abril de 2017

[Resenha - Planeta] Cantos do Pássaro Encantado

Postado por Ju às 23:30 14 comentários
Título: Cantos do Pássaro Encantado
Autor: Rubem Alves
Editora: Planeta
Número de páginas: 144

Cantos do Pássaro Encantado é uma reunião de crônicas sobre as fases do amor, desde o encantamento inicial, quando tudo é sonho e os olhos dos amantes só existem para o outro, até o fim melancólico de uma história que, por diversas razões, ou sem razão alguma, não pode mais existir. Mas Rubem Alves nos mostra, com a maestria que lhe é peculiar, que ainda há esperança e que, após a morte do amor, sempre há a possibilidade de ressurreição. Permeando o texto com experiências vividas e sofridas, Rubem Alves nos presenteia com um livro que é uma tradução apaixonada de seus amores, em todo seu enredo de vida, morte e ressurreição. "Gostaria que esse pequeno livro que escrevi sobre o amor, suas alegrias e tristezas, fosse um pedaço de mim. Porque, ao escrevê-lo, coloquei-me no lugar dos amantes e, pela magia da imaginação, procurei sentir o que eles sentiram: as alegrias dos amantes felizes e as tristezas dos amantes abandonados. Espero, então, que aconteça com os que o lerem aquilo que aconteceu comigo: que eles também se deixem ser possuídos pela magia da ficção e sintam, na fantasia, as emoções do amor, sem precisar senti-las na carne." Rubem Alves

Quem acompanha o blog sabe que não costumo ler livros de qualquer gênero de texto curto (contos, crônicas, poesias...) porque é difícil algo do tipo realmente me envolver e me conquistar. Mas, quando vi o lançamento dessa obra, misteriosamente me deu vontade de ler e fico muito feliz que isso tenha acontecido, porque amei de verdade o que encontrei.

Sério, quando se fala em crônicas, penso em algo bem diferente, em textos curtos retratando o cotidiano. O que o autor fez aqui para mim chegou a outro nível. Vejo mais como uma enorme homenagem ao amor, o livro é repleto de referências a casais famosos, a livros, a filmes... Rubem Alves nos conta histórias bem conhecidas, mas da sua maneira. E ao mesmo tempo em que conta recria algumas do jeito que poderiam ter acontecido. Bom, posso estar falando besteira, mas foi isso o que tive a impressão que estava sendo feito.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

[Resenha - Arqueiro] A chave de Rebecca

Postado por Ju às 22:00 18 comentários
Título: A chave de Rebecca
Autor: Ken Follett
Tradução: Alves Calado
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 352

Norte da África, Segunda Guerra Mundial. As tropas britânicas na região estão sofrendo perdas significativas. Não há dúvidas de que alguém está informando o inimigo sobre os movimentos e planos estratégicos do exército britânico. O espião é conhecido por seus compatriotas alemães como Esfinge, mas para todos os outros é o empresário europeu Alex Wolff. Após cruzar o deserto, ele chega ao Cairo, no Egito, munido de um rádio, uma lâmina letal e um exemplar do livro Rebecca, de Daphne du Maurier. Violento e implacável, ele está disposto a tudo para cumprir a missão que recebeu. Para isso, conta com a ajuda de uma dançarina do ventre tão inescrupulosa quanto ele. O único homem capaz de detê-lo é William Vandam, oficial da inteligência britânica que precisa desvendar o enigma do Esfinge para interromper o avanço dos nazistas. Ao mesmo tempo que os alemães chegam cada vez mais perto da vitória final, Vandam também se aproxima de seu adversário, da chave que revela o código escondido no livro – e do combate mortal do qual apenas um deles sairá vencedor.

Segunda Guerra Mundial. O Egito foi ocupado pelos ingleses e é cenário de uma batalha entre eles e os alemães. Parece que algo está ajudando esses últimos em sua invasão, e Vandam, um oficial inglês, acredita que seja um espião. Um homem que aparentemente tentou entrar no país de forma bem sorrateira mas acabou deixando um rastro impossível de não ser notado.

Esse homem é Alex Wolff, que tem uma identidade verdadeira que o apresenta como europeu, mas que foi criado como árabe e portanto consegue se virar muito bem em qualquer dos ambientes. Ele tem como missão passar informações essenciais para Rommel, um oficial alemão. Essenciais mesmo, não como as de qualquer espião, baseadas em suposições e em boatos; e sim detalhes de planos de batalha muito específicos. Como ele consegue isso? Leiam e fiquem chocados como eu!

terça-feira, 25 de abril de 2017

[Resenha - Rocco] Foxcraft: A magia da raposa

Postado por Ju às 20:00 20 comentários

Título: Foxcraft - A magia da raposa
Autora: Inbali Iserles
Tradução: Débora Isidoro
Livro #1 da série
Editora: Rocco
Número de páginas: 272

Destemidas, solitárias, trapaceiras, pouco confiáveis... Seja em fábulas ou ditos populares, o imaginário coletivo não tem sido muito generoso com as raposas. A inglesa Inbali Iserles, uma autora premiada e apaixonada por animais, convida os leitores a conhecer melhor esses seres incríveis com a série Foxcraft, uma emocionante trilogia de fantasia protagonizada por uma raposa filhote. Isla vive nos limites das terras dos sem-pelo (os humanos) e está começando a desenvolver suas habilidades. Um dia, ao retornar para sua toca, ela está em chamas e cercada por raposas estranhas. E sua família não está em lugar nenhum. Forçada a fugir, Isla escapa para o frio e cinza mundo dos sem-pelo e é caçada por um inimigo cruel. Para sobreviver e encontrar sua família, Isla precisará dominar a antiga arte das raposas - poderes mágicos conhecidos apenas por elas - e desvendar os segredos da Foxcraft.

Isla é uma filhote de raposa que até o momento teve uma vida bem tranquila. Ela e seu irmão, Pirie, viveram sempre juntos desde o nascimento, e nunca lhes faltou a proteção dos pais e da avó. Mas um dia, ao ficar para trás na volta para casa, Isla se vê numa situação impensável: encontra raposas estranhas e com certeza más em sua toca.

Depois que elas saem, descobre que sua família não está lá. A raposinha então embarca em uma jornada de busca a eles, precisando desbravar territórios a que nunca imaginou que iria. Mas parece que aquelas raposas estranhas nunca desistirão de encontrá-la e alguém aparece dizendo que pode ajudá-la. Mas será que ela pode confiar em um completo estranho?

Há muitas maneiras de uma raposa morrer, mas só uma para ela viver. (...) Nós escolhemos sobreviver, e esse é o nosso legado. Escolhemos viver e nunca desistimos.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

[Quotes] A última mensagem de Hiroshima

Postado por Ju às 23:00 13 comentários
Na semana passada, postei por aqui a resenha de A última mensagem de Hiroshima. Vocês podem lê-la clicando neste link. Para quem não conhece o livro, deixo a capa e a sinopse.

Como sobreviver com a mente cheia de memórias da Segunda Guerra Mundial? Como lidar com o trauma de ter presenciado a destruição arrebatadora de uma bomba atômica praticamente ao seu lado? E como pensar em salvar civis quando sua própria vida está em jogo? Conheça neste livro a história do Sr. Takashi Morita, sobrevivente da bomba atômica que dizimou milhares de seres humanos e que até hoje manifesta efeitos na saúde física e mental da população de Hiroshima e de Nagasaki. Após sofrer situações tão devastadoras como as que o Sr. Takashi viveu, muitos de nós provavelmente sucumbiríamos ao rancor. A sabedoria, no entanto, com a qual ele enfrentou suas memórias mais sombrias é inspiradora. Quando questionado a respeito de suas mágoas com relação aos norte-americanos, responsáveis pelo envio da bomba atômica a Hiroshima, o veterano responde: "Estavam apenas fazendo o seu trabalho." O perdão, a compreensão, a empatia e todos os laços e fortalezas construídos em detrimento de um passado que é impossível de esquecer são lições que o Sr. Takashi, agora um comerciante de 93 anos que vive no Brasil, visa nos ensinar neste emocionante relato.

Mas esse não é o objetivo principal da postagem de hoje. O que eu quero é mostrar para vocês alguns trechos do livro que separei durante a leitura. Espero que gostem. E preparem-se, nem todos são fáceis de ler.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

[Resenha - Arqueiro] O sol também é uma estrela

Postado por Ju às 22:30 24 comentários
Título: O sol também é uma estrela
Autora: Nicola Yoon
Tradução: Alves Calado
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 288
Skoob


Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história. Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois. O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?


Natasha está prestes a ser deportada. Ela é uma imigrante ilegal, assim como seus pais. Nem o fato do irmão ter nascido nos Estados Unidos permitiu que não fossem obrigados a voltar para a Jamaica. A garota mora no país desde os 8 anos e agora, prestes a se formar no ensino médio, não sabe o que será de sua vida.

Daniel é um coreano-americano e em sua família quem toma as decisões a respeito de sua vida são seus pais. Eles resolvem que o garoto entrará em Yale e estudará para ser médico, e é assim que vai ser se ele quiser continuar sendo sustentado por eles. Então, embora sua real vontade seja escrever poesia, Daniel está se dirigindo para sua entrevista de admissão quando seu destino se cruza com o de Natasha.

terça-feira, 18 de abril de 2017

[Resenha - Universo dos Livros] A última mensagem de Hiroshima

Postado por Ju às 18:00 13 comentários
Título: A última mensagem de Hiroshima
Autor: Takashi Morita
Editora: Universo dos Livros
Número de páginas: 152
Skoob


Como sobreviver com a mente cheia de memórias da Segunda Guerra Mundial? Como lidar com o trauma de ter presenciado a destruição arrebatadora de uma bomba atômica praticamente ao seu lado? E como pensar em salvar civis quando sua própria vida está em jogo? Conheça neste livro a história do Sr. Takashi Morita, sobrevivente da bomba atômica que dizimou milhares de seres humanos e que até hoje manifesta efeitos na saúde física e mental da população de Hiroshima e de Nagasaki. Após sofrer situações tão devastadoras como as que o Sr. Takashi viveu, muitos de nós provavelmente sucumbiríamos ao rancor. A sabedoria, no entanto, com a qual ele enfrentou suas memórias mais sombrias é inspiradora. Quando questionado a respeito de suas mágoas com relação aos norte-americanos, responsáveis pelo envio da bomba atômica a Hiroshima, o veterano responde: "Estavam apenas fazendo o seu trabalho." O perdão, a compreensão, a empatia e todos os laços e fortalezas construídos em detrimento de um passado que é impossível de esquecer são lições que o Sr. Takashi, agora um comerciante de 93 anos que vive no Brasil, visa nos ensinar neste emocionante relato.


Não é segredo para ninguém que, embora eu considere a época da Segunda Guerra Mundial uma das mais dolorosas que a humanidade já viveu, sempre estou interessada em saber mais sobre ela. Mesmo que me doa - e sempre dói absurdamente ler sobre isso - acredito que seja essencial que tudo o que aconteceu não corra o risco de ser esquecido.

Mas minhas leituras se concentram em histórias que se passam na Alemanha nazista, talvez porque em ficção seja o assunto mais trabalhado, ou pelo menos o que mais chega por aqui, e sempre foco minhas leituras em ficção. Quando vi que a Universo dos Livros lançaria um livro escrito por um sobrevivente da bomba atômica de Hiroshima, lançada em 06 de agosto de 1945, sabia que não podia deixar passar.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

[Resenha - Geração Editorial] Um ano na vida de um gênio

Postado por Ju às 20:00 13 comentários

Título: Um ano na vida de um gênio
Autora: Stacey Matson
Tradução: Sandra Martha Dolinsky
Livro #1 da série
(Selo Geração Jovem)
Número de páginas: 264

"Eu, Arthur A. Bean, vou ser famoso. Não vai ser fácil, eu sei. A sétima série já está ficando em meu caminho. Meu verdadeiro amor, Kennedy, mal me nota, e a sra. Whitehead não entende meu gênio criativo. Além disso, Robbie Zack (aquele perdedor) pensa que eu roubo suas ideias, coisa que eu não faço. Não é trapaça se acontecer de você ler coisas de outra pessoa e, em seguida, ter uma explosão de inspiração. Tenho certeza de que é o que todos os escritores famosos fazem. E eu vou ser famoso. Eu só preciso ganhar o concurso de contos deste ano…". Bem-vindo a um ano na vida de Arthur A. Bean. Ele é irreverente, ultrajante… E se as ameaças de Robbie se cumprirem, ele está prestes a ter a cabeça enfiada no vaso sanitário!

Arthur Aaron Bean tem 13 anos e não está tendo um ano nada fácil. Sua mãe morreu há poucos meses e ele atrasou o início de seus estudos em uma nova escola por causa disso. Dizem ao garoto que foi colocado na sala de amigos da escola anterior, mas o único colega que reconhece é o valentão que fazia bullying com ele. Ou seja, não fica nada feliz.

Arthur quer ser um escritor famoso, e para isso não tem outra alternativa: precisa vencer um concurso de contos. Mas será que vale qualquer coisa para alcançar seu objetivo? Aquela história de que os fins justificam os meios é real?

quarta-feira, 12 de abril de 2017

[Resenha - Rocco] O canto dos segredos

Postado por Ju às 20:00 21 comentários
Título: O canto dos segredos
Autora: Tara French
Tradução: Waldéa Barcellos 
Livro #5 da série Dublin Murder Squad
Editora: Rocco
Número de páginas: 608

Um detetive ambicioso em busca de uma chance de ascender profissionalmente; um homicídio que envolve adolescentes de um prestigiado internato católico de Dublin; uma investigadora durona com fama de poucos amigos. Ganhadora do prêmio Edgar e sensação do romance policial dos últimos tempos, a irlandesa Tana French junta, em O canto dos segredos, investigação policial, suspense e personagens muito bem construídos para contar uma história apontada como “um triunfo assombroso” pelo The Washington Post. Mais bem-sucedido livro da autora, no ranking do New York Times por semanas, O canto dos segredos tem início quando a adolescente Holly Mackey procura o detetive Stephen Moran com uma pista sobre o assassinato de um jovem nas dependências do tradicional colégio Sta. Kilda, um ano antes. Para solucionar o caso (e alcançar a posição que almeja na Divisão de Homicídios), Moran trava uma luta surda com a difícil Antoinette Conway, inicialmente encarregada do caso, numa trama que perpassa temas como as relações de amizade e poder, os excessos da juventude, vaidade, lealdade e diferenças sociais.

O colégio St. Kilda, que funciona como internato e externato apenas para garotas de altíssima classe social, precisava de um recurso para que as alunas pudessem desabafar. Assim, surgiu o Canto dos Segredos, um quadro em que elas poderiam afixar cartões anônimos para lidar melhor com seus conflitos e sentimentos. Obviamente o quadro é monitorado pelos professores, mas nem sempre eles são os primeiros a ver algo novo.

É lá que Holly Mackey encontra uma evidência relacionada a um crime acontecido há um ano atrás. Um aluno da escola vizinha, Chris Happer, foi assassinado no terreno do Kilda, e o caso está sem solução até o momento. Até que alguém prega um cartão com uma foto do garoto e os dizeres: “Eu sei quem o matou”. É esse cartão que Holly, filha de um policial que desde pequena teve que aprender a conviver com crimes, já que acabou se tornando testemunha em um caso quando ainda era muito nova, encontra e decide levar à polícia. Mas não a qualquer policial.

terça-feira, 11 de abril de 2017

[Resenha - Rocco] Eldest

Postado por Ju às 23:30 21 comentários
Esta resenha não possui spoilers deste livro ou do livro anterior da série. Porém, caso não tenha lido o primeiro volume, aconselho que pule a sinopse.

Título: Eldest
Autor: Christopher Paolini
Tradução: Heitor Pitombo | Laura van Boekel Cheola
Livro #2 do Ciclo A Herança
Editora: Rocco
Número de páginas: 656

Este livro mostra que a grande missão de Eragon está cada vez mais próxima, e a cada momento ele enfrentará perigos que só crescem, crescem, crescem. 'Eldest' acompanha o amadurecimento do jovem guerreiro protagonista da história. O segundo volume da Trilogia da Herança traz um glossário com o significado dos termos originais mais usados no épico do autor norte-americano. A narrativa de 'Eldest' começa três dias após a cruel batalha travada por Eragon para libertar o Império das forças do mal. Agora, o Cavaleiro de Dragões se vê envolvido em novas e emocionantes aventuras. Em busca de um tal Togira Ikonoka - 'O imperfeito que é perfeito' -, que supostamente possui as respostas para todas as suas perguntas, Eragon parte, junto com Saphira, o dragão azul que o acompanha desde o início da aventura, para Ellesméra, a terra onde vivem os elfos. Lá, eles pretendem aprender os segredos da magia, da esgrima e aperfeiçoar o seu domínio da língua antiga. Em sua jornada, que também é uma caminhada para a maturidade, Eragon conhece seres e lugares diferentes e se apaixona por Arya, filha da rainha Islanzdaí. Mas também descobre que nem tudo é o que parece. Conflitos e traições aguardam o jovem herói e por um longo tempo ele não tem certeza em quem pode confiar. Os desafios de Eragon são entremeados pela luta de Roran, cuja importância aumentou em relação ao primeiro livro, formando narrativas paralelas que se juntam no fim com um único objetivo; derrotar o grande rei. Mais maduro e preparado, Eragon consegue afastar o exército inimigo por algum tempo. A vitória definitiva, no entanto, só acontece depois da revelação de um grande segredo, que fará com que Eragon e Roran se unam novamente e decidam partir para uma nova e perigosa missão.

A Alagaësia vive uma época extremamente complicada. O rei, Galbatorix, usurpou o poder, cometendo uma enormidade de crimes para isso, inclusive extinguir os Cavaleiros de Dragão, que mantinham a justiça no reino.

Eragon, nosso protagonista, tinha uma vida pacata, até que um dia seu destino se apresentou a ele. O garoto encontrou uma pedra oval, grande e azul na Espinha, um lugar de que a maioria das pessoas tinha medo. Esta pedra acabou se revelando um ovo de dragão quando Saphira decidiu nascer e se tornar parceira de Eragon.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

[Resenha - Rocco] O verão em que salvei o mundo em 65 dias

Postado por Ju às 20:00 21 comentários
Título: O verão em que salvei o mundo em 65 dias
Autora: Michele Weber Hurwitz
Tradução: Joana de Conti
Editora: Rocco
Número de páginas: 288

Um verão. Uma menina. Um plano. 65 maneiras de fazer a diferença. Neste livro romântico e cativante, Michele Weber Hurwitz, elogiada autora de livros juvenis, conta a história de Nina Ross, uma menina de 13 anos que, um pouco entediada e solitária durante as férias, resolve dar um gostinho diferente aos seus dias com um plano inusitado: fazer uma boa ação por dia, anonimamente, a alguém de sua vizinhança. A cada um dos 65 dias em que põe seu plano em prática, Nina descobre algo novo sobre seus vizinhos e sua família capaz de surpreendê-la. E aprende que as coisas podem não acontecer sempre do jeito que esperamos, mas podem ser ainda melhores. Como o verão inesquecível em que ela salvou o mundo – ou pelo menos fez uma pequena diferença nele – e as próprias férias.

Nina Ross. Treze anos. Mora no mesmo lugar desde os quatro. Uma garota acomodada, que não faz mal a ninguém mas também não se esforça para fazer a diferença no mundo. Prefere esperar que alguém tome atitudes.

Não costumo tomar iniciativas. Acho que muita gente é assim. Muita gente deixa que outra pessoa resolva as coisas.

sexta-feira, 31 de março de 2017

[Resenha - Planeta] O guardião invisível

Postado por Ju às 23:30 22 comentários
Título: O guardião invisível
Autora: Dolores Redondo
Tradução: Maria Alzira Brum Lemos
Livro #1 da trilogia Baztán
Editora: Planeta
Número de páginas: 352
Skoob

O corpo de uma adolescente é encontrado às margens do rio Baztán, num pequeno povoado em Navarra, na Espanha, e para desvendar o caso a investigadora Amaia Salazar precisa voltar à sua terra natal, uma região da qual sempre tentou escapar – por motivos que nem seu marido conhece, mas que ainda a atormentam na forma de pesadelos. Amaia sabe que o local, marcado pela inquisição espanhola, é cheio de velhas crenças pagãs. O que ela não imagina é que, com o avanço da investigação e a descoberta de novos corpos, a fronteira entre mitologia e a realidade ficará cada vez mais tênue. O desafio agora é descobrir se os crimes resultam da ação de um serial killer ou de uma criatura mítica conhecida como basajaun, o guardião invisível. Adaptado para o cinema em 2017, o romance O guardião invisível é um thriller impactante que une os misteriosos seres que habitam a mitologia basca com o rigor de uma investigação policial. Foi com este romance que a escritora Dolores Redondo se tornou best-seller internacional.

Amaia Salazar é uma investigadora de prestígio que é colocada à frente de um caso aterrorizante. Mais ainda para ela, já que garotas começam a aparecer mortas em sua cidade natal, lugar que não tem prazer algum em visitar, pois possui uma história familiar mais que complicada.

Além de precisar lidar com a busca pelo culpado, e com a dúvida sobre tratar-se de crimes cometidos por um "humano comum" ou por um ser sobrenatural presente na mitologia basca, Amaia passa a conviver com pesadelos e ainda com cobranças pessoais, além das profissionais, e com insubordinação dentro da própria equipe. Ela precisará de todo o conhecimento adquirido em sua carreira e de uma boa dose de sexto sentido para chegar a alguma conclusão, pois seja quem for o serial killer é obstinado, esperto e extremamente cuidadoso.

O que importa realmente: que algo seja verdade ou que muitas pessoas acreditem que é verdade?

quinta-feira, 30 de março de 2017

[Resenha - Arqueiro] Simplesmente o paraíso

Postado por Ju às 18:00 23 comentários
Título: Simplesmente o paraíso
Autora: Julia Quinn
Tradução: Ana Rodrigues
Livro #1 da série Quarteto Smythe-Smith
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 272

Honoria Smythe-Smith sabe que, para ser uma violinista ruim, ainda precisa melhorar muito… Mesmo assim, nunca deixaria de se apresentar no concerto anual das Smythe-Smiths. Ela adora ensaiar com as três primas para manter essa tradição que já dura quase duas décadas entre as jovens solteiras da família. Além disso, de nada adiantaria se lamentar, então Honoria coloca um sorriso no rosto e se exibe no recital mais desafinado da Inglaterra, na esperança de que algum belo cavalheiro na plateia esteja em busca de uma esposa, não de uma musicista. Marcus Holroyd foi encarregado de uma missão… Porém não se sente tão confortável com a tarefa. Ao deixar o país, seu melhor amigo, Daniel, o fez prometer que vigiaria sua irmã Honoria, impedindo que a moça se casasse com pretendentes inadequados. O problema é que ninguém lhe parece bom o bastante para ela. Aos olhos de Marcus, um marido para Honoria precisaria conhecê-la bem (de preferência, desde a infância, como ele), saber do que ela gosta (doces de todo tipo) e o que a aflige (como a tristeza pelo exílio de Daniel, que ele também sente). Será que o homem ideal para Honoria é justamente o que sempre esteve ao seu lado afastando todo e qualquer pretendente? Com seu estilo inteligente e divertido, Julia Quinn enfim apresenta ao público o Quarteto Smythe-Smith, o terrivelmente famoso e adoravelmente desafinado grupo musical que conquistou os leitores antes mesmo que as cortinas se abrissem para ele.

Não li muita coisa de Os Bridgertons da Julia ainda, e acho que não cheguei a ler sobre o quarteto antes. Quer dizer, não até que o lançamento dessa série foi anunciado e todo mundo passou a dizer que o quarteto aparecia na série anterior. Mas eu nunca imaginei que o grupo fosse o que encontrei.

O quarteto Smythe-Smith é uma tradição de que participam (obviamente) quatro jovens pertencentes à família que lhe dá nome de cada vez. Uma vaga surge quando uma das integrantes se casa. Ela é então substituída por uma das primas mais novas. Portanto, todas as garotas Smythe-Smith aprendem a tocar algum instrumento e esperam por sua vez de participar - ou torcem para que esse momento nunca chegue.

quarta-feira, 29 de março de 2017

[Resenha - Paralela] O perfume da folha de chá

Postado por Ju às 21:00 19 comentários
Título: O perfume da folha de chá
Autora: Dinah Jefferies
Tradução: Alexandre Boide
Editora: Paralela

(Grupo Companhia das Letras)
Número de páginas: 432
Skoob

Em 1925, a jovem Gwendolyn Hooper parte de navio para se encontrar com seu marido, Laurence, no exótico Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chás mais prósperas do império. Mas ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwendolyn imaginava: os funcionários parecem rancorosos e calados, e os vizinhos, traiçoeiros. Seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios do passado e recusa-se a conversar sobre certos assuntos. Ao descobrir que está grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou ao Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver sua família desfeita.

Gwendolyn Hooper, uma britânica de 19 anos, acaba de se casar com Laurence, um viúvo de 37 que tem uma fazenda que produz chá no Ceilão. Ele até se oferece para voltar para a Inglaterra, mas a garota afirma que vai morar onde a vida do marido está. Só que ao chegar lá, descobre que terá muitos desafios pela frente, desde a barreira da língua, passando pelo relacionamento com os outros estrangeiros, até o esforço para lidar com o modo que é considerado certo de lidar com os locais - que considera bem errado.

Aos poucos, Gwen descobre que além de tudo o marido esconde segredos, o que está prejudicando o relacionamento dos dois. Quando ela passa a também ter que guardar seus próprios segredos, as coisas se complicam ainda mais entre o casal. Será que o relacionamento deles é forte e maduro o suficiente para sobreviver a todos os obstáculos?

terça-feira, 28 de março de 2017

[Resenha - Arqueiro] A Cabana

Postado por Ju às 20:00 20 comentários

Título: A Cabana
Autor: William P. Young
Tradução: Alves Calado
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 248

Publicado nos Estados Unidos por uma editora pequena, A cabana se revelou um desses livros raros que, a partir do entusiasmo e da indicação dos leitores, se tornam um fenômeno de público – com quase 20 milhões de exemplares vendidos no mundo – e de imprensa. Durante uma viagem de fim de semana, a filha mais nova de Mack Allen Phillips é raptada e evidências de que ela foi brutalmente assassinada são encontradas numa velha cabana. Após quatro anos vivendo numa tristeza profunda causada pela culpa e pela saudade da menina, Mack recebe um estranho bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o a voltar à cabana onde acontecera a tragédia. Apesar de desconfiado, ele vai ao local numa tarde de inverno e adentra passo a passo o cenário de seu mais terrível pesadelo. Mas o que ele encontra lá muda o seu destino para sempre. Em um mundo cruel e injusto, A cabana levanta um questionamento atemporal: se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para amenizar nosso sofrimento? As respostas que Mack encontra vão surpreender você e podem transformar sua vida de maneira tão profunda quanto transformaram a dele. Você vai querer partilhar este livro com todas as pessoas que ama. Esta edição especial inclui um texto inédito do autor, relembrando os 10 anos de sucesso que marcaram a trajetória do livro e contando detalhes da gravação do filme. Além disso, traz um caderno de fotos com cenas da adaptação desta emocionante história para as telas do cinema.

Faz anos que quero ler esse livro. Conheço muitas pessoas que leram e amaram; que consideraram que esta obra mudou suas vidas. Aproveitei o lançamento da nova edição, devido ao filme, para conhecer a história. Infelizmente, o livro não atendeu as minhas expectativas, mas nem por isso deixa de ser uma obra que recomendo. Vou explicar melhor mais para a frente.

Mack Allen decide levar os filhos mais novos em uma viagem de acampamento antes que voltassem às aulas. São três: Missy, Kate e Josh. Mesmo sendo um número significativo de crianças, e com sua esposa não podendo acompanhá-lo devido a outro compromisso, acredita que dará conta do recado. Mas um imprevisto acontece: Kate e Josh se acidentam durante um passeio de bote.

segunda-feira, 27 de março de 2017

[Divulgação] Lançamentos da Rocco

Postado por Ju às 23:30 20 comentários
Hoje vou mostrar os lançamentos da Rocco. Espero que curtam, farei resenhas dos dois primeiros. 😊


Foxcraft: A magia da raposa - Inbali Iserles

Destemidas, solitárias, trapaceiras, pouco confiáveis... Seja em fábulas ou ditos populares, o imaginário coletivo não tem sido muito generoso com as raposas. A inglesa Inbali Iserles, uma autora premiada e apaixonada por animais, convida os leitores a conhecer melhor esses seres incríveis com a série Foxcraft, uma emocionante trilogia de fantasia protagonizada por uma raposa filhote. Isla vive nos limites das terras dos sem-pelo (os humanos) e está começando a desenvolver suas habilidades. Um dia, ao retornar para sua toca, ela está em chamas e cercada por raposas estranhas. E sua família não está em lugar nenhum. Forçada a fugir, Isla escapa para o frio e cinza mundo dos sem-pelo e é caçada por um inimigo cruel. Para sobreviver e encontrar sua família, Isla precisará dominar a antiga arte das raposas - poderes mágicos conhecidos apenas por elas - e desvendar os segredos da Foxcraft.

quinta-feira, 23 de março de 2017

[Divulgação] Lançamentos da Planeta

Postado por Ju às 23:30 12 comentários
Apresento a vocês os lançamentos da Planeta. Trarei resenhas dos dois primeiros. :)

Cantos do pássaro encantado - Rubem Alves

Cantos do Pássaro Encantado é uma reunião de crônicas sobre as fases do amor, desde o encantamento inicial, quando tudo é sonho e os olhos dos amantes só existem para o outro, até o fim melancólico de uma história que, por diversas razões, ou sem razão alguma, não pode mais existir. Mas Rubem Alves nos mostra, com a maestria que lhe é peculiar, que ainda há esperança e que, após a morte do amor, sempre há a possibilidade de ressurreição. Permeando o texto com experiências vividas e sofridas, Rubem Alves nos presenteia com um livro que é uma tradução apaixonada de seus amores, em todo seu enredo de vida, morte e ressurreição. "Gostaria que esse pequeno livro que escrevi sobre o amor, suas alegrias e tristezas, fosse um pedaço de mim. Porque, ao escrevê-lo, coloquei-me no lugar dos amantes e, pela magia da imaginação, procurei sentir o que eles sentiram: as alegrias dos amantes felizes e as tristezas dos amantes abandonados. Espero, então, que aconteça com os que o lerem aquilo que aconteceu comigo: que eles também se deixem ser possuídos pela magia da ficção e sintam, na fantasia, as emoções do amor, sem precisar senti-las na carne." Rubem Alves

terça-feira, 21 de março de 2017

[Divulgação] Lançamentos da Geração Editorial

Postado por Ju às 23:30 17 comentários
Apresento a vocês os lançamentos da Geração Editorial. Podem aguardar a resenha do livro da Rachel Gibson. :)

Correndo para você - Rachel Gibson

Stella Leon é uma bela mulher. Aos vinte e oito anos ela já viveu muitas aventuras em Miami, onde vive e trabalha como garçonete. Brigas, sensualidade e rock’n roll fazem parte de sua rotina. Mas o que está prestes a acontecer colocará sua vida de pernas pro ar! Um homem misterioso (e lindo) está à sua procura. Ele traz notícias de um passado que Stella não quer lembrar, e para onde não pretende voltar de jeito nenhum. Por que ela deveria deixar tudo pra trás e ir com ele para o interior do Texas? Por algum motivo, Stella confia nele. Por alguma razão ela se sente totalmente quente perto dele…

sexta-feira, 17 de março de 2017

[Resenha - Planeta] Princesa de Papel

Postado por Ju às 20:30 19 comentários
Título: Princesa de Papel
Autora: Erin Watt
Tradução: Regiane Winarski
Livro #1 da série The Royals
Editora: Planeta
Número de páginas: 368

Ella Harper é uma sobrevivente. Nunca conheceu o pai e passou a vida mudando de cidade em cidade com a mãe, uma mulher instável e problemática, acreditando que em algum momento as duas conseguiriam sair do sufoco. Mas agora a mãe morreu, e Ella está sozinha. É quando aparece Callum Royal, amigo do pai, que promete tirá-la da pobreza. A oferta parece tentadora: uma boa mesada, uma promessa de herança, uma nova vida na mansão dos Royal, onde passará a conviver com os cinco filhos de Callum. Ao chegar ao novo lar, Ella descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro – e que todos a odeiam com todas as forças. Especialmente Reed, o mais sedutor, e também aquele capaz de baixar na escola o “decreto Royal” – basta uma palavra dele e a vida social da garota estará estilhaçada pelos próximos anos. Reed não a quer ali. Ele diz que ela não pertence ao mundo dos Royal. E ele pode estar certo.

Ella Harper não teve uma vida fácil. Nunca conheceu o pai, de quem só sabe informações básicas: ele se chamava Steve, era marinheiro e deixou um relógio para sua mãe. Aos 15 anos, passou a ser a responsável pelo sustento da família, já que a mãe tinha câncer e não existia nenhuma possibilidade de conseguir trabalhar. Ella precisava comer e comprar remédios e drogas para que a mãe pudesse ter a dor diminuída temporariamente, e por isso passou a trabalhar com a única coisa a seu alcance que dava um pouco mais de dinheiro: tornou-se stripper.

Após a morte da mãe, como ainda era menor de idade, decidiu que não daria a ninguém o poder de mandá-la para adoção. Então, mudou-se para longe e continuou dançando (e tirando a roupa), além de ter falsificado a assinatura da mãe nos formulários de admissão escolar. Tudo parece estar mais ou menos sob controle até que aparece um cara dizendo que, como sua mãe e seu pai morreram, ele tornou-se seu tutor legal. É quando ele a leva para morar com ele e seus filhos que a vida de Ella começa a se complicar de um jeito diferente.

terça-feira, 14 de março de 2017

[Editora Parceira] Universo dos Livros

Postado por Ju às 23:30 15 comentários
Oi gente, tudo bem?


Hoje apresento a vocês a nova editora parceira do blog: Universo dos Livros!





Sei que muita gente conhece a Universo por causa das inúmeras séries de livros eróticos, mas vocês verão um outro lado dela por aqui. Afinal, eles têm publicações de muitos estilos diferentes, e é isso o que pretendo mostrar. Tudo que a universo tem de geek, de drama, de romance sem hot terá lugar garantido aqui no blog. Mas vamos lá... Deixarei agora um pequeno histórico da editora.

terça-feira, 7 de março de 2017

[Resenha - Rocco] O clube de leitura de Jane Austen

Postado por Ju às 21:30 18 comentários
Título: O clube de leitura de Jane Austen
Autora: Karen Joy Fowler
Tradução: Angela Pessôa
Editora: Rocco
Número de páginas: 320
Skoob


Cinco mulheres e um homem se reúnem para debater as obras de Jane Austen na Califórnia do início dos anos 2000 e acabam descobrindo, entre casamentos frustrados, arranjos sociais e afetivos, que suas vivências não são assim tão diferentes das experimentadas por Emma ou outras personagens da escritora britânica que tão bem descreveu a sociedade de sua época, dois séculos atrás. No livro, que figurou na lista do mais vendidos do The New York Times e deu origem ao filme homônimo estrelado por Kathy Baker e Emily Blunt, a premiada escritora norte-americana Karen Joy Fowler disseca as relações contemporâneas com acuidade, humor e ironia dignos da autora de Orgulho e preconceito e outras obras que continuam fascinando leitores de todas as idades. Uma homenagem a uma das maiores escritoras da língua inglesa e uma deliciosa comédia de costumes dos nossos tempos.


Jocelyn teve a ideia de criar um clube de leitura com uma regra bem específica: apenas livros de Jane Austen seriam lidos. Como seriam seis livros, convidou mais cinco pessoas para participar. Uma vez por mês, os integrantes se reuniriam na casa de um deles para discutir uma das obras. 

O anfitrião da vez se torna o destaque do capítulo, o que permite que possamos conhecer aos poucos a vida de cada uma das personagens. Muitas coisas acontecem, algumas vezes surgem lembranças dolorosas mas que podem ajudar a lidar com a vida; outras vezes o pensamento é despertado e pessoas atentam para aquela velha colocação, de que é muito mais fácil ver os defeitos dos outros que os nossos... Seria tão difícil assim perdoar? É um livro que gera bastante reflexão. Ao discutir as atitudes e os perfis das personagens dos livros da Jane, as pessoas que acompanhamos passam a se conhecer melhor.

O que os livros tinham de bom era a resistência da palavra escrita. A pessoa podia mudar, e sua leitura talvez mudasse como resultado disso, mas o livro permanecia o que sempre havia sido.

segunda-feira, 6 de março de 2017

[Resenha - Rocco] Sob um milhão de estrelas

Postado por Ju às 23:30 23 comentários
Título: Sob um milhão de estrelas
Autora: Chris Melo
Editora: Rocco
(Selo Fábrica231)
Número de páginas: 320
Skoob

Alma Abreu está prestes a lidar com um inventário e uma série de histórias de um passado tumultuado que pertence mais aos seus pais do que a ela mesma. Mas este parece o menor de seus problemas no momento. Passar alguns dias na pacata Serra de Santa Cecília veio bem a calhar para a jovem médica, após um incidente no hospital que a deixou sem chão. Ela só não esperava se envolver tanto com a pequena cidade – e com o prestativo vizinho da charmosa casa que sua avó lhe deixou, além de um animado grupo de amigas, filhas das melhores amigas de sua mãe –, a ponto de pensar em deixar sua vida em São Paulo para trás. Será que a vontade de ficar é apenas medo de enfrentar seus problemas? Mas como voltar à velha rotina depois de tudo o que descobriu e viveu em Serra? Em seu segundo romance pela coleção <3 Curti, do selo Fábrica231, Chris Melo entrega aos leitores uma apaixonante história de amor e amizade que faz jus ao seu título de “Nicholas Sparks brasileira”.

Cadu sofreu uma decepção amorosa e acabou decidindo se mudar para o interior e recomeçar a vida após receber um convite de trabalho. Não satisfeito em trabalhar com pesquisas literárias pela manhã, com o dinheiro da venda de seu apartamento em São Paulo comprou também um bar - o único da cidade - e passou a ter uma jornada dupla. Muito conveniente para quem está um tanto quanto traumatizado com relacionamentos amorosos.

Fugir, às vezes, é o que se sabe fazer.

Alma é uma jovem médica que herda uma casa da avó na mesma cidade. Avó, aliás, que ela nunca viu, embora não saiba exatamente porque. Está passando por uma crise na profissão e ao comparecer para conhecer os detalhes de sua herança, nota que incrivelmente aquela cidade e as pessoas que moram nela passam a lhe fazer muito bem. Ela percebe que talvez aquele seja o remédio de que precisa.

domingo, 5 de março de 2017

[Resenha - Rocco] Sob a luz dos seus olhos

Postado por Ju às 23:30 21 comentários
Título: Sob a luz dos seus olhos
Autora: Chris Melo
Editora: Rocco
Número de páginas: 320

Elisa e Paul são dois jovens cheios de planos e esperanças para o futuro. E quando o destino une os dois, eles sabem que a vida só será completa se estiverem juntos para sempre. Mas, será que existe o tão sonhado “Para sempre”? Em uma linda história de amor e reencontros, onde doces sonhos e a inocência da juventude são interrompidos pelos caminhos que a v ida nos leva, o amor será, acima de tudo, a razão pela qual eles jamais poderão desistir.


Tenho a edição física desse livro de quando saiu por outra editora há vários anos, nunca imaginei que fosse acabar lendo no Kindle a edição que saiu pela Rocco… rs… Mas o que importa é que finalmente conheci essa linda história de amor que há tanto tempo aguardava sua vez. 

Talvez eu demorasse ainda mais a ler se não fosse pelo lançamento de Sob um milhão de estrelas. A verdade foi que me disseram que ele era um tipo de continuação desse livro, mas não é bem isso, trata-se da história de um dos personagens secundários presente nesse. De qualquer maneira, foi bom ter me enganado porque Sob a luz dos seus olhos realmente me encantou!

sábado, 4 de março de 2017

[Resenha - Martin Claret] Mansfield Park

Postado por Ju às 23:30 12 comentários

Título: Mansfield Park
Autora: Jane Austen
Tradução: Alda Porto
Editora: Martin Claret
Número de páginas: 568


Em 'Mansfield Park', Fanny Price mora de favor na casa dos tios ricos, para onde foi levada aos 10 anos, e aparenta ser uma menina doce que diz sim a todos os caprichos de seus tios e primos. No entanto, além da aparência frágil, Fanny concentra em si diversos conflitos da alma humana, mostrando-se uma personagem forte e profunda. Contendo dissimulações, 'Mansfield Park' pretende revelar a sociedade inglesa do século XVIII, com seus costumes peculiares e muitas vezes aprisionadores.



Em Mansfield Park, conhecemos Fanny Price, uma das inúmeras filhas de um casal em dificuldades que recebe a oportunidade de ter uma vida diferente: é enviada para viver com os tios ricos. No início da leitura, eu via a Fanny muito como a Cinderela. Embora não tivesse que limpar a casa, cozinhar ou fazer algum trabalho doméstico do tipo, era vista como alguém a quem estava sendo feito um enorme favor.

sexta-feira, 3 de março de 2017

[Divulgação] Lançamentos da Sextante

Postado por Ju às 23:30 13 comentários
Oi gente!

Hoje vou mostrar os lançamentos da Sextante, espero que curtam! 😊

A vida secreta das árvores - Peter Wohlleben

E se tudo o que você sempre pensou saber a respeito das árvores estivesse errado? E se, apesar de tão diferentes de nós, descobríssemos que elas compartilham diversas características dos humanos? Nos últimos anos a ciência tem comprovado que as árvores e o homem têm muito mais em comum do que poderíamos imaginar. Assim como nós, elas se comunicam, mantêm relacionamentos, formam famílias, cuidam dos doentes e dos filhos, têm memória, defendem-se de agressores e competem ferozmente com outras espécies – às vezes, até com outras árvores da mesma espécie. Algumas são naturalmente solitárias, enquanto outras só conseguem viver plenamente se fizerem parte de uma comunidade. E, assim como nós, cada uma se adapta melhor a determinado ambiente. Em A vida secreta das árvores, o engenheiro florestal alemão Peter Wohlleben alia seus 20 anos de experiência às últimas descobertas científicas para examinar o dia a dia desses seres fantásticos. Com um ponto de vista surpreendente e inovador, o livro se tornou um fenômeno na Alemanha, entrou para a lista de mais vendidos do The New York Times e teve seus direitos negociados para 18 países. Essa viagem fascinante pela vida das árvores e florestas é um convite a repensarmos nossa relação com a natureza.

quarta-feira, 1 de março de 2017

[Divulgação] Lançamentos da Arqueiro

Postado por Ju às 16:00 26 comentários
Boa tarde! 

Apresento a vocês os lançamentos da Arqueiro. Quero ler todos, rs, mas como tive que escolher dois para começar podem aguardar as resenhas dos dois primeiros. 

O sol também é uma estrela - Nicola Yoon

Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história. Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois. O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

[Resenha - Martin Claret] Emma

Postado por Ju às 18:00 15 comentários
Título: Emma
Autora: Jane Austen
Tradução: Adriana Sales Zardini
Editora: Martin Claret
Número de páginas: 600

Emma Woodhouse é uma mulher rica e aparentemente esnobe, mas no fundo, sua maior ambição na vida é ver os outros felizes. Quando decide que tem o talento para formar novos casais, passa a trabalhar de cupido na pequena aldeia inglesa de Hartfield. Emma foca suas atenções em Harriet Smith e em meio à busca de pretendentes para a amiga se mete em diversas confusões, sempre resgatada pelo amigo, o cavalheiro sr. Knightley.


Na contracapa do livro há a informação de que Jane Austen disse que Emma Woodhouse é o tipo de “heroína que ninguém, além dela própria, iria gostar muito”. E bem, no início desse livro fui obrigada a concordar. Emma disse e fez algumas coisas que me causaram certa antipatia. 

Foi difícil encarar sua quase aversão às classes inferiores à dela; o modo como visitava algumas pessoas completamente por obrigação, pensando que estava fazendo uma grande coisa; sua birra com pessoas reservadas e seu intrometimento na vida alheia por considerar que estava sempre certa e que seu instinto casamenteiro era infalível. Vocês não têm ideia de como me irritei.
 

Entre Palcos e Livros Copyright © 2014 Design by Rebecca Barboza RêVivendo