segunda-feira, 14 de agosto de 2017

[Resenha - Rocco] A busca sofrida de Martha Perdida

Postado por Ju às 22:30 8 comentários
Título: A busca sofrida de Martha Perdida

Autora: Caroline Wallace
Tradução: Santiago Nazarian
Editora: Rocco
Número de páginas: 304


Liverpool, 1976. Martha tem 16 anos e mora numa estação de trem desde que se entende por gente. Mais especificamente, desde que foi encontrada, ainda bebê, em uma mala na estação Lime Street, ficando sob os “cuidados” da dona da loja de achados e perdidos do local. Proibida de deixar a estação, sob a ameaça de uma maldição, Martha espera diariamente que alguém venha buscá-la. Enquanto isso, passa seus dias atendendo os passageiros que circulam por ali, conhece todos os segredos da estação e acaba se envolvendo em alguns mistérios, entre eles o aparecimento de uma mala que talvez tenha pertencido aos Beatles e que coloca a cidade em polvorosa. Mas o maior mistério começa quando ela passa a receber livros com cartas de um desconhecido que parece saber tudo sobre a sua vida. Martha precisará correr contra o tempo se quiser encontrar repostas e não se perder novamente.

Martha Perdida tem 16 anos e mora numa estação de trem em Liverpool. Foi criada pela "Mãe", a dona da loja de achados e perdidos que sempre lhe contou uma história meio louca sobre sua origem. Segundo ela, a menina, ainda uma bebê, simplesmente estava dentro de uma mala que caiu no meio dos passageiros de um trem leito. Ficou na loja durante 90 dias em uma prateleira, esperando alguém procurá-la. Como isso não aconteceu, a "Mãe" resolveu pagar a taxa de retirada de "pertence encontrado" e ficar com ela. E os absurdos da história da mulher não param por aí: segundo ela, se a garota deixar a estação esta será engolida pela terra matando muita gente. Ela é a guardiã do local e tem suas responsabilidades a cumprir.

Quando Martha recebe um livro que lhe revela que o trem noturno nunca teve aquele trajeto até Liverpool, com a frase "Martha, sua Mãe mente" anotada, sua vida começa a mudar. Ela confronta a mulher que a criou e acaba dando um jeito de investigar a história de sua vida de uma maneira um tanto peculiar: deixando cartazes com perguntas pela estação e recebendo respostas escritas em livros que chegam anonimamente pelo correio.

domingo, 13 de agosto de 2017

[Resenha - Rocco] Órfã #8

Postado por Ju às 16:00 3 comentários
Título: Órfã #8
Autora: Kim van Alkemade
Tradução: Edmundo Barreiros
Editora: Rocco
Número de páginas: 336

Em 1919, Rachel Rabinowitz e seu irmão são levados para um orfanato em Nova York, após perderem a mãe e serem abandonados pelo pai, fugitivo da polícia. Separada do irmão e mantida em quarentena após contrair uma doença, Rachel logo se torna cobaia da Dra. Mildred Solomon, que conduz uma série de pesquisas sobre tratamentos com raio X em crianças órfãs, e é submetida a experimentos de eficácia duvidosa e efeitos colaterais desconhecidos. Mais de três décadas depois, os caminhos de Rachel e da Dra. Solomon se cruzam novamente, desta vez no Lar Hebraico para Idosos, onde Mildred, agora uma senhora debilitada, está internada sob os cuidados da enfermeira lésbica Rachel. Inspirada pela história do avô, que cresceu num orfanato judaico em Manhattan, e em pesquisas realizadas nos arquivos do Museu Judaico, a autora construiu um romance histórico repleto de drama, tensão e questionamentos éticos.

A história de Órfã #8 é dividida entre dois momentos da vida de Rachel Rabinowitz: parte é contada em terceira pessoa e retrata sua infância (começando mais ou menos quando foi parar em um orfanato) e sua adolescência; e parte é narrada em primeira pessoa e nos mostra a protagonista já adulta, ainda sem poder assumir para o mundo quem realmente é e tendo que encarar um momento muito difícil, em que o passado ressurge de forma um tanto quanto irônica em sua vida.

Nas primeiras páginas da obra não tem como a gente não se apaixonar pela Rachel, que é uma garotinha bem frágil de apenas 4 anos. Vive com a família tendo basicamente o essencial para sobreviver, mas se sentindo extremamente feliz. Até que uma tragédia marca seu destino, e faz com que ela e o irmão precisem se adaptar a uma rotina completamente diferente. E o pior é que nem podem enfrentá-la juntos.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

[Resenha - Planeta] Príncipe Partido

Postado por Ju às 16:00 2 comentários
Esta resenha não possui spoilers deste livro ou do livro anterior da série. Porém, caso não tenha lido o primeiro volume, recomendo que pule a sinopse.


Título: Príncipe Partido
Autora: Erin Watt
Tradução: Regiane Winarski
Livro #2 da série The Royals
Editora: Planeta
Número de páginas: 352

Reed tinha tudo na vida: beleza, status e dinheiro. As garotas da sua escola matariam para sair com ele, os caras queriam ser como ele, mas Reed nunca tinha dado a mínima para nada disso. Nem para a família. Até que Ella Harper apareceu na sua vida. Quando Ella chegou à mansão dos Royal, o que ele mais queria era que a nova hóspede sumisse, mas ela o conquistou e, agora, Reed irá fazer de tudo para mantê-la por perto. Ella lhe dá segurança, lhe transmite paz, o aconchega... sensações que há muito tempo não sentia. Porém Reed comete um deslize e Ella se afasta por completo, trazendo caos à família Royal. Reed vê seu mundo desmoronar e toda a esperança de viver um romance com Ella desaparece. A garota dos sonhos de Reed não quer mais saber dele, porque sabe que se ficarem juntos, isso vai destruí-los. Ella pode estar certa. "Príncipe partido" é a aguardada continuação de "Princesa de papel".

No primeiro volume da série The Royals, conhecemos Ella Harper, uma adolescente que sempre teve uma vida difícil. Nunca conheceu seu pai, de quem sua mãe só lhe contou o primeiro nome, Steve, além de dizer que ele era marinheiro e que tinha lhe dado um relógio que agora era da garota. Com apenas 16 anos, Ella perde a mãe para um câncer, e decide que vai dar um jeito de cuidar de si mesma.

Desde os 15, teve que aprender a se virar para comprar remédios para a mãe doente e sustentar as duas. Arranjou todos os empregos que pode, inclusive um de stripper, que ainda mantém. Entregou um documento com a assinatura da mãe falsificada para se matricular numa escola em uma nova cidade, e tudo estava sob controle, até que Callum Royal, um multimilionário, aparece em seu colégio e diz que, como a mãe e o pai de Ella estão mortos, ele se tornou seu tutor.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

[Resenha - Rocco] Ivy Pocket: O segredo do diamante

Postado por Ju às 16:00 10 comentários
Título: Ivy Pocket - O segredo do diamante
Autor: Caleb Krisp
Tradução: Claudio Figueiredo
Ilustrações: Barbara Cantini
Livro #1 da trilogia
Editora: Rocco
Número de páginas: 326

Repleto de humor e fantasia, Ivy Pocket e o segredo do diamante é o primeiro de uma trilogia britânica que conta as peripécias de uma menina órfã esperta, charmosa, auto-confiante e... muito desastrada. Em sua primeira aventura, Ivy se vê abandonada em Paris, sem nenhum centavo e completamente perdida. Quando uma duquesa a incumbe de entregar um colar incrível (e possivelmente amaldiçoado) a uma menina chamada Matilda, em seu aniversário de 12 anos, Ivy enxerga a chance de retornar a Londres e embarca num navio para cumprir a missão. A partir daí, a intrépida protagonista conhece uma série de personagens improváveis e se envolve em muitas confusões e mistérios, incluindo um ataque de estranhas criaturas nanicas que usam vestes de monges. Será que Ivy conseguirá entregar o colar a Matilda e, principalmente, chegar sã e salva à última página?

Ivy Pocket é uma órfã de 12 anos que faz de tudo para não revelar essa parte de sua história. Há pouco mais de um ano, conseguiu um emprego como criada em Londres (sim, achei estranho uma protagonista de série juvenil trabalhar desde os 11 anos - mas vamos considerar que trata-se de uma série de fantasia). Acabou saindo de lá para trabalhar com uma condessa em Paris, mas a experiência não deu muito certo.

Para sorte da garota, uma duquesa decide contratar seus serviços. Ela deve viajar de volta para a Inglaterra e entregar um colar com um diamante valiosíssimo para a neta de uma amiga sua. Mas isso deve ser feito apenas no baile de aniversário da menina, na frente de todos os convidados - nem um minuto antes. Acontece que a pedra parece atrair perigo, e Ivy precisa enfrentar muitos fatos e pessoas esquisitas para cumprir sua missão.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

[Resenha - Universo dos Livros] Para depois que eu partir

Postado por Ju às 16:00 6 comentários
Título: Para depois que eu partir
Autores: Heather McManamy | William Croyle
Tradução: Jacqueline Valpassos
Editora: Universo dos Livros
Número de páginas: 192
Skoob


Com trinta e cinco anos, após ser diagnosticada com câncer de mama em estágio terminal, Heather McManamy sentiu como se sua vida estivesse desmoronando. Sua rotina virou de cabeça para baixo e foi substituída por várias cirurgias e dezenas de sessões de quimioterapia que poderiam estender um pouco mais sua vida, mas não impedir a morte iminente. Com espírito vivaz e uma nova perspectiva, Heather começou a experimentar cada dia como se fosse o último. Ela aprendeu a aproveitar cada momento, apreciar a beleza ao seu redor e agradecer por suas bênçãos. Ponderou também a respeito da jornada futura de sua filha sem a mãe e, com dignidade, fez os preparativos para isso. Heather começou a escrever mensagens comemorativas para a filha, Brianna, com quatro anos na época. Mensagens para o seu primeiro dia de escola, para o seu aniversário de dezesseis anos, para o dia de seu casamento. Mensagens para quando as coisas estivessem indo bem e para quando não estivessem. Mensagens para quando Brianna precisasse de sua mãe – fosse dali a cinco ou a cinquenta anos – e Heather já não estivesse mais lá para lhe dar apoio. Para depois que eu partir é a história do poderoso amor de uma mãe por sua filhinha. E as incomparáveis experiências de Heather, permeadas de humor e elegância, são um lembrete para que não tomemos como certo e seguro um dia sequer.


Para depois que eu partir foi escrito nos últimos dias de vida de Heather, uma paciente terminal de câncer de mama no estágio IV. Fiquei chocada ao ler, no pequeno texto sobre a autora colocado no fim do livro, que ela faleceu poucas horas depois de entregar o manuscrito à editora... Impressionante o quanto um objetivo pode realmente manter uma pessoa viva.

Heather diz em sua obra que algumas pessoas achavam uma fraqueza ela se apegar à esperança, sabendo que morreria de qualquer maneira. A verdade é que ela estava bem consciente disso, mas nem por isso deixou de ter esperança de alcançar pequenas metas de realização pessoal. Vivia cada dia como se fosse uma enorme benção alcançada, um presente de que ela não podia desperdiçar nem um segundo. E nossos dias não são exatamente isso? Ela pede a seus leitores que não aguardem o anúncio do fim de suas vidas para darem o devido valor ao tempo que lhes é concedido.

Jim Valvano, que morreu de câncer em 1993, disse (...) que há três sensações que todos nós devemos praticar todos os dias: 'A número um é rir. (...) A número dois é pensar. Você deve gastar algum tempo pensando. E a número três é que você deve levar suas emoções às lágrimas, até de felicidade ou alegria. (...) Se você rir, pensar e chorar, será um dia completo. (...) Faça isso sete dias por semana, e você terá algo especial.'

terça-feira, 1 de agosto de 2017

[Resenha - Geração Editorial] Correndo para você

Postado por Ju às 16:00 12 comentários
Título: Correndo para você
Autora: Rachel Gibson
Tradução: Carolina Caires Coelho
(Selo Jardim dos Livros)
Número de páginas: 248

Stella Leon é uma bela mulher. Aos vinte e oito anos ela já viveu muitas aventuras em Miami, onde vive e trabalha como garçonete. Brigas, sensualidade e rock’n roll fazem parte de sua rotina. Mas o que está prestes a acontecer colocará sua vida de pernas pro ar! Um homem misterioso (e lindo) está à sua procura. Ele traz notícias de um passado que Stella não quer lembrar, e para onde não pretende voltar de jeito nenhum. Por que ela deveria deixar tudo pra trás e ir com ele para o interior do Texas? Por algum motivo, Stella confia nele. Por alguma razão ela se sente totalmente quente perto dele...

Stella é uma mulher de 28 anos que aprendeu desde muito cedo a cuidar da própria vida. Seu pai nunca quis conviver com ela, sua filha bastarda, gerada após ele ter se tornado viúvo. A garota sempre soube que tinha uma meia-irmã, mas há muito tempo havia perdido a esperança de um dia conhecê-la. Até que Beau surge em seu caminho.

Ele é um ex-fuzileiro que no momento trabalha com segurança particular. Prometeu a um amigo, Vince, que encontraria a irmã perdida da noiva dele, Sadie - ela só descobriu a existência da mesma ao ler o testamento do pai. Beau acaba indo parar no estacionamento do bar em que Stella trabalha quando a garota está quase sofrendo abuso sexual do próprio chefe. Digamos que a atitude que ele toma a salva no momento, mas complica muito sua vida futura. 
 

Entre Palcos e Livros Copyright © 2014 Design by Rebecca Barboza RêVivendo