terça-feira, 31 de janeiro de 2017

[Resenha - Rocco] Eragon

Postado por Ju às 16:00

Título: Eragon
Autor: Christopher Paolini
Tradução: Nelson Rodrigues Pereira Filho
Livro #1 do Ciclo A Herança
Editora: Rocco
Número de páginas: 480


Eragon é uma história repleta de ação, vilões e locais fantásticos, com dragões e elfos, cavaleiros, lutas de espada, inesperadas revelações e uma linda donzela. Inspirado em J.R.R. Tolkien, que criou idiomas para os diálogos de seus personagens, Paolini utiliza o norueguês medieval para a linguagem dos elfos e inventa expressões específicas para os anões e os urgals, de modo a dar veracidade ao lendário reino da Alagaësia, onde a guerra está prestes a começar. O protagonista é um jovem de 15 anos que, ao encontrar na floresta uma pedra azul polida, se vê da noite para o dia no meio de uma disputa pelo poder do Império, na qual ele é a peça principal. A vida de Eragon muda radicalmente ao descobrir que a pedra azul é, na realidade, um ovo de dragão. Quando a pedra se rompe e dela nasce Saphira, Eragon é forçado a se converter em herói. Involuntariamente, o jovem é lançado para um arriscado mundo novo movido pelas tramas do destino, da magia e do poder. Empunhando apenas uma espada lendária e seguindo as sábias palavras de um velho contador de histórias, Eragon e o leal dragão terão de se aventurar por terras perigosas e enfrentar inimigos das trevas em um Império governado por um rei cuja maldade não conhece fronteiras. A Eragon foi dada a responsabilidade de alcançar a glória dos lendários heróis da Ordem dos Cavaleiros de Dragões. Será que conseguirá vencer os obstáculos que o destino lhe reservou? As escolhas de Eragon poderão salvar – ou destruir – o mundo em que vive.

Faz muito tempo que essa história me atrai. Quem frequenta o blog sabe que meu gênero preferido é fantasia, e nada me deixa mais feliz que um livro com dragões. Então claro que essa capa linda sempre me encantou. Vocês não têm ideia do nível da minha expectativa ao iniciar essa leitura. E o mais incrível de tudo foi que o autor conseguiu me surpreender demais. Me apaixonei pelo livro já no prólogo, e amei cada linha.

Eragon é um garoto de 15 anos que vive em um pequeno vilarejo. Na verdade, mora com o tio e o primo na casa mais afastada do povoado. Eles têm dificuldades constantes para se manter, mas isso não faz com que nosso protagonista seja menos feliz. Ele valoriza o que tem e está sempre disposto a fazer tudo o que puder para que a família sobreviva da melhor maneira possível.

Isso inclui caçar em um lugar que a maioria das pessoas evita: a Espinha, uma cadeia de montanhas que abriga uma antiga floresta, de onde surgem coisas estranhas e em que poucos conseguem permanecer sem sofrer um acidente. E é durante uma dessas caçadas que Eragon encontra algo peculiar: uma pedra azul-escura polida entremeada por finas linhas brancas, oval e com aproximadamente 30 centímetros de comprimento.

O garoto pretende vendê-la, mas não tem sucesso nisso. Qual não é sua surpresa quando, em uma determinada noite, começa a ouvir barulhos estranhos vindo dela. Os ruídos são explicados quando uma criatura que ele nem imaginava que um dia veria vem ao mundo: um dragão azul, com escamas como pedras preciosas. Ele descobre que aquele é um ser muito especial, que pode até se comunicar com ele através da mente. Um dia o dragão lhe conta que na verdade é um dragão fêmea, e com isso passa a ser chamada de Saphira.

Acontece que não é nada simples manter um dragão. Um rei tirano está no poder, e conta-se que ele conquistou sua coroa há muito tempo atrás, quando nenhum outro homem que ainda vive era nascido, ao trair os Cavaleiros de Dragão, homens que eram responsáveis pela segurança do reino e que um dia o receberam de braços abertos como um integrante do grupo. Saphira precisa ser mantida em segredo até que Eragon tenha condições de partir com ela para encarar seu destino: ser o primeiro Cavaleiro de Dragão em muito tempo, o que fará com que tenha que suportar enormes responsabilidades.

Esse é só o início da história, mas não quero contar mais nada porque achei uma delícia ser surpreendida durante toda a narrativa e não pretendo tirar esse prazer de ninguém. Vou dizer apenas que Eragon encontra pessoas peculiares em sua jornada e vai adquirindo conhecimentos valiosos à medida que o enredo se desenrola. Incluindo o uso de magia, algo que todos os Cavaleiros conseguem fazer devido à magia presente naturalmente em seus dragões.

O relacionamento do protagonista com a Saphira é de uma ternura sem fim. Através de sua comunicação mental e de suas atitudes, aprendem constantemente um com o outro. Nenhum dos dois conhece a extensão de seus poderes, vão descobrindo isso aos poucos, juntos. Precisam tomar decisões difíceis e fazem todo o possível para escolher o caminho que julgam correto e honrado.

Eu pensei e refleti muito nos últimos dias e percebi o que significa ser um dragão e um Cavaleiro: o nosso destino é tentar fazer o impossível, tentar realizar grandes feitos apesar do medo.

O livro intercala passagens bem descritivas, que me permitiram visualizar todos os lugares por onde Eragon passava; com trechos repletos de ação, incluindo algumas batalhas maiores. Mas em grande parte da obra o protagonista precisa fugir para continuar vivo e livre, e isso fez com que durante quase todo o tempo a tensão se mantivesse, inclusive nos momentos aparentemente mais tranquilos.

Algumas das personagens secundárias são apaixonantes, mas preparem-se: o autor parece não ter nenhum problema em matá-las. Pelo menos ele mata alguns vilões também, mas ainda não superei uma morte específica.

Aliás, ainda sobre o autor, eu nunca tinha prestado atenção em nada além de seu nome antes de ler o livro. E, sinceramente, fiquei chocada por ele ter escrito Eragon quando ainda era um adolescente. Eu sei que temos visto muitos autores novos surgindo, mas nunca passaria pela minha cabeça que esta história começou a ser escrita quando Christopher tinha apenas 15 anos. Achei espetacular para um escritor experiente, para um iniciante tão novo então, beira o inacreditável de tão bem conduzido que o enredo é.

As páginas são amarelas e a fonte é menor do que eu gostaria, mas acabei me acostumando ao seu tamanho devido à história ter fluído muito facilmente. Não me lembro de ter encontrado nenhum erro de revisão. E não posso me esquecer de contar que o livro possui um mapa, a louca dos mapas que mora em mim ficou muito feliz com isso. Durante toda a narrativa o consultei para acompanhar o progresso do protagonista.

Quanto ao final, ele me deixou completamente enlouquecida para saber como a história continua. O autor não foi tão malvado, até terminou as coisas em um momento mais suportável, mas isso não impediu que minha curiosidade atingisse níveis altíssimos. A boa notícia é que todos os quatro livros da série já foram publicados, a má é que ainda não os tenho em mãos. Mas isso não vai demorar para acontecer e logo vocês verão as resenhas dos outros volumes por aqui.

26 comentários:

  1. Eu conheci a biografia do autor no meu livro de Inglês quando fazia curso e fiquei de cara como alguém tão novo conseguiu criar uma história incrível!
    Adoro livros de fantasia também e me envergonho de não ter lido Eragon ainda.
    Ler sua resenha me motivou procurar pelo livro.





    ResponderExcluir
  2. Oi Ju, ao contrario de você, não curto muito fantasia e não manjo nada de dragões, mas o que me interessou na sua resenha foi a questão do rei tirano e de como ele chegou ao poder. Essa parte política, me empolga mais, ainda que ela possa não ter tanto destaque no enredo.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oie! Tudo bem?
    Nossa Eragon é o meu filme preferido e estou louca para realizar a leitura do livro também, pelo o que vi em sua resenha o livro é tão fantástico e bom quanto o filme, vou dar um jeito de comprar a trilogia logo!
    BJss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é uma trilogia, Nay, são quatro livros. ;)

      Excluir
  4. Pior coisa é se apaixonar por uma série e não ter ela inteira para ler!
    Também nutro uma curiosidade altíssima sobre este livro. Não sou tão fã de dragões assim, mas adoro uma boa história fantástica!
    Adorei sua resenha! Eragon já faz parte da minha lista de leitura e espero poder fazer a leitura logo <3

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  5. Sempre quis ler esse livro, acho que essa resenha me deu a força que eu precisava para comprá-lo. Obrigadoo

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu já li esse livro faz um tempinho, e gostei muito da história.
    O autor escreve super bem, e a história envolve do começo ao fim.
    Uma ótima série!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Oie, que bacana ver que o livro te empolgou e conquistou do início ao fim, isso é maravilhoso quando acontece, e adorei saber que um livro tão bom foi escrito por um menino quando era tão novinho, certamente um gênio. Também achei ótimo o autor ter terminado o livro em um ponto bom e não ter sido tão malvado. Tomara que você continue apaixonada pela série.

    ResponderExcluir
  8. Olá ♥
    Eu me lembro de ter assistido ao filme a um tempo atrás,e achei muito lindo. Fiquei alucinada coma estória principalmente com o dragão. Quero ler o livro, e vendo você falar tão bem dele em vários aspectos fica difícil não sentir vontade de ler. A capa está linda. Amei sua resenha ♥

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bom?
    Jurava que Eragon era o dragão e não o menino! rs Sobre o livro, bem, não curto muito fantasia com dragões. Já assisti ao filme desse livro, mas, não sei se o leria por não ser meu estilo de leitura. Curtir saber que o autor é descritivo na medida certa, ao ponto de deixar imaginar o universo criado por ele, ao mesmo tempo que tem muita tensão e aventura. Curti saber que o autor gosta de dar emoção a história matando personagens secundários rs Enfim! Passo a sugestão por hora, mas, caso tenha vontade de conferir uma fantasia, já sei a qual recorrer. Amei a resenha.

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  10. Oi Ju, tudo bem com você?
    Não leio muito fantasia, mas costumo gostar de dragões, reis, rainhas e etc. Fiquei curiosa com a questão politica trazida na história e pretendo ler em breve só para poder conhecer mais um pouco dela. Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oie
    Leio pouco fantasia e são poucos que me chamam atenção.
    Aragon já me foi recomendado antes mas não me senti tentada a ler. A sua resenha é bem interessante e colocou bem seus pontos, mas mesmo assim, essa ideia de dragões e humanos não me atraem muito.
    Passarei a dica dessa vez.
    Bjo

    ResponderExcluir
  12. Oi Ju, tudo bem?
    Eu tenho esse livro aqui (mas também não tenho os outros da série, já que não gosto de me arriscar) e até o momento não o li, pois apesar de amar o gênero fantasia, tenho receio de que o livro iria me decepcionar pois vi várias pessoas dizendo que algumas cenas são extremamente arrastadas. Ver que com você a leitura foi fluída do início ao fim me acalmou um pouco, e agora me sinto mais ansiosa para conferir a leitura, até porque adoro histórias que tenham dragões e mapas, então.. são incríveis, né?

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  13. Sempre quis ler o livro, a resenha está maravilhosa, um beijo !

    ResponderExcluir
  14. Oi, Ju!
    Eu amo o gênero fantasia, e não sabia da maravilha que era esse livro, após a sua resenha com certeza vou querer conferir as aventuras de Eragon. Nunca li nada com dragões, e fiquei super feliz do autor possui uma escrita envolvente, que mexe com a gente.
    Parabéns pela ótima resenha!

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Essa é uma série que eu sempre quis ler pois fantasia é um dos meus gêneros favoritos e eu me encantei pela história quando assisti a adaptação cinematográfica (mesmo ela sendo ruim haha) mas por conta dos valores salgados dos livros ainda não pude. Não conhecia a biografia do autor e fiquei surpresa em saber que ele iniciou tal obra tão novo e isso me deixa ainda mais curiosa pra conferir o trabalho dele.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?
    Eu juntamente contigo, me encantei pelo enredo do livro. A maneira como essa relação do garoto com Saphira, ficou muito bem construída, e a fantasia rolou solta. Pretendo ler o livor, ainda mais sabendo que não será único, mas que a série ainda tem muito para se desenrolar. Gostei demais da sua resenha, você despertou meu grande interesse pela obra.

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Conheço esse livro a bastante tempo, só que não tenho interesse nessa história pois não gosto de dragões, o que me chamou atenção foi saber que o autor só tinha 15 anos quando escreveu a obra. Vou deixar a dica passar, mas vou indicar para uma amiga que com certeza vai amar.
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Ju,
    Eu amo fantasia e, principalmente filmes e livros sobre dragões. Lembro de ter assistido Eragon, amei. Falta apenas ler o livro!
    Abração,
    Drica

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?
    Eu vejo esse livro por ai direto, mas confesso que não fico muito animada, pois não sou lá muito fã de fantasia e nem de dragões. Mas lendo sua resenha fui ficando curiosa, pois parece ser uma história bem construída e envolvente mesmo, fiquei aqui querendo conhecer essas pessoas peculiares que Eragon conhece em sua jornada e fiquei chocada em ver que o autor mata personagens cativantes,isso destruiria meu coração kkkk Enfim, gostei muito da sua resenha, agora vou marcar esse livro na listinha de livros pra ler.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  20. Oiii Ju, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse, não sou muito chegada a ler livros assim, mas cada vez que vejo essa capa me sinto encantada e com toda certeza vou pesquisar mais sobre o autor.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  21. Ótima Resenha! Ainda quero ler os livros do Christopher Paolini. Tenho uns amigos que elogiam muito Eragon, por considerarem quase uma obra-prima da literatura. Gostei dos pontos que ressaltou na resenha e sem dúvida alguma lerei no futuro. São muitos comentários positivos!

    Att,
    Gabriel José

    ResponderExcluir
  22. Olá.
    sempre vejo essa capa, mas nunca senti curiosidade nem mesmo de ler a sinopse, pois com um dragão na capa e tal já sei que não vou curtir, pois não é um gênero que costumo ler, mas ler sua resenha despertou em mim certa curiosidade, pois adoro livros que tenha vilarejo, esse tipo de coisa, adoooro. Achei a premissa bem interessante e vou anotar aqui.

    ResponderExcluir
  23. Oi, Ju

    Fantasia não é um dos meus gêneros preferidos. A verdade é que desde HP eu não sou conquistada por uma fantasia. Eu já assisti a adaptação de Eragon, mas ela não é das melhores. E caramba, o autor tinha 15 anos? Que legal, isso prova que idade é bem relativa.
    Que bom que você gostou tanto, espero que sua experiência com a sequência siga positiva.

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Apesar de amar fantasia, ainda não li esse livro. Só assisti ao filme e não gostei muito, tenho que admitir.

    Amo livros com boas descrições e sua resenha me deu a certeza de que este livro as possui! E que incrivel, não sabia também que o autor só tinha 15 anos!!! Devia ser o maximo conversar com ele XD

    Ótima resenha!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  25. Olá.

    Eu gosto muito de fantasias e tenho certeza que vou gostar desse livro. Já um tempo eu queria ler, mas ainda não tive oportunidade. Agora lendo sua resenha, fiquei super ansiosa, pois é o tipo de leitura que eu amo. Fico feliz que você tenha gostado e espero que goste do próximo livro também.

    Beijos,
    Respire Literatura

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo seu comentário. =)

Os comentários são moderados, mas sua opinião logo será publicada!

Sejam sempre muito bem-vindos!

 

Entre Palcos e Livros Copyright © 2014 Design by Rebecca Barboza RêVivendo