quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

[Resenha - Arqueiro] Meio Mundo

Postado por Ju às 15:00
Esta resenha não possui spoilers deste livro ou do livro anterior da trilogia. Caso não tenha lido o primeiro volume, recomendo que pule a sinopse.

Resenha de Meio Rei.

Título: Meio Mundo
Autor: Joe Abercrombie
Tradução: Alves Calado
Livro #2 da trilogia Mar Despedaçado
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 368


Os tolos alardeiam o que vão fazer. Os heróis fazem. Thorn Bathu não é uma garota comum. Mesmo tendo sido criada numa sociedade machista, ela vive para lutar e treina arduamente há anos. Porém, após uma fatalidade, ela é declarada assassina pelo mesmo mestre de armas que deveria prepará-la para as batalhas. Para fugir à sentença de morte, Thorn se vê obrigada a participar de um esquema do ardiloso pai Yarvi, ministro de Gettland. Ao lado dela se encontra Brand, um guerreiro que odeia matar, mas encara a jornada como uma chance de sustentar a irmã e conquistar o respeito de seu povo. A missão dos dois é cruzar meio mundo a bordo de um navio e buscar aliados contra o Rei Supremo, que pretende subjugar todo o Mar Despedaçado. É uma viagem desafiadora, em que Brand precisa provar seu valor e Thorn fará o necessário para honrar a memória do pai e se tornar uma verdadeira guerreira. Guiando os personagens por caminhos tortuosos em busca de amadurecimento e redenção, Joe Abercrombie mais uma vez nos maravilha com uma história grandiosa, que se sustenta sozinha por seu vigor, mas também dá continuidade à saga de Gettland e Yarvi. Finalista do prêmio Locus, Meio mundo deixará o leitor na expectativa do desfecho desta série épica.


A trilogia Mar Despedaçado tem seu foco em Gettland, mais especificamente em sua cidade principal, Thorlby. Lá existe um rei, que se submete ao Rei Supremo, que é considerado algo entre os reis e os deuses. Bem, na opinião dele, ocupa um lugar muito mais importante: está abaixo apenas da Divindade Única, já que não acredita na Fragmentação da Divindade em que grande parte dos reinos acredita, que teria gerado deuses maiores e menores, estando entre os maiores o Pai Paz e a Mãe Guerra.

Embora existam Ministros, que atuam como conselheiros dos reis e têm uma organização muito particular, para lembrar sempre os governantes da importância do Pai Paz, muitos dos reis têm a Mãe Guerra como sua deusa favorita. O Rei Supremo proibiu que guerreiem, mas ao mesmo tempo ataques acontecem a Gettland. O povo de lá não admite mais a situação, e pretende revidar. Só que isso pode fazer com que meio mundo se vire contra o reino.

Vou ter que deixar a apresentação do livro assim, de forma bem vaga, porque qualquer detalhe que eu der sobre o enredo ou até mesmo sobre as personagens pode entregar o desfecho do volume anterior. Como acontece uma reviravolta verdadeiramente bombástica quase no fim, ninguém gostaria que eu a estragasse, certo? Quando a narrativa de Meio Mundo começa, passaram-se três anos do final do primeiro livro, então as pessoas já estão com a vida mais estabelecida de acordo com as escolhas feitas anteriormente.

Temos personagens novas, sendo a principal delas Thorn, uma garota que pretende realizar o sonho de ser uma das guerreiras do rei. Mas algo dá muito errado e ela se prende a um juramento para escapar de um destino bem cruel, sem ter a menor ideia das consequências disso.

Faço um juramento solar e um juramento lunar. Farei qualquer serviço que o senhor achar necessário.

Fato é que a garota é obstinada e completamente dedicada a seus objetivos. Sabe que quer vingar a morte do pai, e para isso precisa se tornar uma guerreira mais que extraordinária, uma lenda, digna de se tornar tema de futuras canções dos bardos. Acontece que o maior obstáculo é seu temperamento, ela é pura raiva e orgulho, e tem que aprender a controlar isso para se tornar tão poderosa quanto almeja ser.

Neste volume vemos muito mais do universo da série, já que Gettland sabe que o Rei Supremo tem um enorme exército a seu dispor, e se quiser ir contra ele precisa encontrar aliados. E durante a narrativa fica muito claro que o verdadeiro poder não está nos reis, e sim no Ministério, cujos membros têm um nível de conhecimento que dificilmente seria alcançado por outro ser humano. O rei de Gettland apregoa que o aço é sempre a resposta, mas claro que não é a forma mais sensata de encarar as coisas e muita gente discorda da opinião dele.

Temos trechos bem parados no decorrer do enredo, já que precisamos conhecer novas pessoas e novos lugares, mas outros são alucinadamente agitados. Fiquei bem angustiada em alguns momentos, principalmente quando o final se aproximava e uma grande luta era iminente. Várias personagens se tornaram queridas para mim, e estou bem curiosa para saber como tudo vai terminar no terceiro e último volume, Meia Guerra. Espero que eu não tenha que esperar muito para descobrir.

20 comentários:

  1. Olá,
    Essa é a segunda resenha que leio da obra e ambas me deixaram aflita para fazer logo a leitura da obra.
    A personagem que mais chama minha atenção é Thorn que quer ser guerreira do rei. Fiquei intrigada para saber que juramento é esse que teve que fazer.
    É bom saber que há trechos que são bem alucinantes e provavelmente irão prender muito bem minha atenção.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju, tudo bem?

    Amei essa capa <3

    Faz um bom tempo que não leio uma fantasia que realmente me convença sabe? Na qual o autor tenha criado um mundo em que eu realmente possa acreditar... confesso que estou com saudade do gênero! *-*

    O que me fez interessar pelo livro também é o modo como você falou que partilhou dos sentimentos ali escritos, que realmente ficou ansiosa em relação aos embates, acho muito legal sentir isso enquanto leio!

    Beijos! ;*

    ResponderExcluir
  3. deve ser uma boa Fantasia... fiquei curiosa com a premissa desse livro,embora não tenha lido o anterior... Thorn parece ser uma personagem forte,decidida e certamente iria gostar dela...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  4. Oii Ju, tudo bem?
    Eu realmente não conhecia esse livro e não me senti tão atraída quanto gostaria, fico feliz que tenha gostado e sua resenha ficou muito boa!
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente não curto muito fantasia. Porém, devido ao enredo e sua resenha, aposto que a Gaby lá do Blog vai amar!
    Vou recomendara ela!!
    Parabéns pela resenha!

    #Ana
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá tudo bem?
    Comecei a ler fantasia recentemente e tenho gostado muito. Pelo que li na sua resenha acredito que vai ser uma leitura muito prazerosa e eu adoro esse cenários meio distópicos sabe? Vou deixar aqui anotado pra procurar o primeiro.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  7. Oie amore,
    Sinceramente não é o tipo de livro que me atrai não – nem a capa, nem o enredo me atraiu.
    A única coisa que me atraiu foi saber que se trata de uma trilogia, adoro ^.^
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  8. Pela sua descrição, me pareceu que o autor cresceu com a história. Ainda não li Meio Rei, mas ouvi ótimos comentários e só estou esperando um tempo pra ler. Espero que a série continue no mesmo ritmo, né? Quando terminam de forma ruim dá até desanimo de ler tudo. Amo reviravoltas!

    ResponderExcluir
  9. 'Caso não tenha lido o primeiro volume, recomendo que pule a sinopse.' eu odeio essas sinopses que falam demais, depois da sinopse, a gente nem precisa ler o livro. Sua dica foi ótima. quero ler essa trilogia, está na minha meta de leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sinopse não fala demais, Lilian, mas uma pequena parte dela deixa clara a situação do protagonista no final do primeiro volume. Por isso não recomendo a leitura dela no caso específico de quem ainda não iniciou a série.

      Excluir
  10. Olá!!

    Vi muita gente comentando dessa série! Mas ela não é pra mim :(
    Eu não gosto de gênero fantasia assim com guerras e tal rs, e saber que tem alguns momentos mais parados me faz ter certeza que não fluiria, sou muito do time do romance rsrs

    Bjus

    ResponderExcluir
  11. Oi Juju, sua linda, tudo bem?
    Eu fiquei arrepiada com esses ministros no livro anterior, acho que é a melhor parte dessa história. E concordo com você a revelação foi bombástica!!! Já vi que Thorn irá dar o que falar, e da pior forma possível. E pelo visto uma guerra está se armando. Acho que no fim das contas existe um pano de fundo que irá se revelar no último livro da trilogia e que promete, pois esse autor definitivamente sabe como ninguém fazer uma reviravolta!!! Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Meio Rei já era um livro interessante, agora Meio Mundo veio para confirmar que a trilogia é bacana pacas. Realmente a apresentação ficou um pouco no ar, mas super entendo os spoilers. E gostei muito da Thron, a futura guerreira, parece mesmo obstinada. Espero que o 3º vol não demore p vc!

    ResponderExcluir
  13. oie
    muito legal sua resenha, esse não é o livro que eu leria mas que indicaria a amigos pois o enredo está muito legal a chamativo e sua resenha me convenceu bastante

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Eu gosto de livros com esta temática. E claro já tinha lido resenhas do primeiro livro e que legal que continua num bom ritmo no segundo. Espero que o final seja bom.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Ju!
    Ainda não conheço essa série - ou será que não estou associando?
    Gostei de conhecer suas impressões e achei muito legal você ter ressaltado tanto os pontos positivos quanto negativos da obra. É uma pena que o livro tenha partes paradas, isso me incomoda bastante, sabia?
    Mas é bacana que o universo tenha sido explorado.
    Vou deixar essa dica em stand by por enquanto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Conheço o livro e confesso que de início até fiquei interessada, mas literatura fantástica não faz muito meu estilo :) Mas fico feliz que tenha gostado, é tão bom quando isso acontece.

    Amei sua resenha!

    Bjs;*

    ResponderExcluir
  17. Olá...não conhecia o título, gostei da resenha e como curto o gênero vou anotar sua dica.

    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Oi Ju!
    Tenho visto muito essa capa por aí, mas confesso que não sabia se tratar de uma série, enfim a capa está linda e o fato de ter uma garota tomando conta do enredo com tanta garra já me deixa com os dedinhos coçando kkkkkkkkk amei a resenha e já fiquei mega curiosa!!!

    Beijokas

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo seu comentário. =)

Os comentários são moderados, mas sua opinião logo será publicada!

Sejam sempre muito bem-vindos!

 

Entre Palcos e Livros Copyright © 2014 Design by Rebecca Barboza RêVivendo