segunda-feira, 13 de junho de 2016

[Resenha - Bertrand Brasil] Os Pequenos Homens Livres

Postado por Ju às 16:00
Título: Os pequenos homens livres
Autor: Terry Pratchett
Tradução: Ludimila Hashimoto
Livro #1 da série Tiffany Dolorida
Editora: Bertrand Brasil

Um perigo oculto, saído de pesadelos, vem trazendo uma ameaça diretamente do outro lado da realidade. Armada com tão somente uma frigideira e seu bom senso, a pequena futura bruxa Tiffany Dolorida deve defender seu lar contra fadas brutais, cavaleiros sem cabeça, cães sobrenaturais e a própria Rainha das Fadas, monarca absoluta de um mundo em que realidade e pesadelo se entrelaçam. Felizmente, ela contará com uma ajuda inesperada: os Nac Mac Feegle da região, também conhecidos como os Pequenos Homens Livres, um clã de homenzinhos azuis ferozes, ladrões de ovelhas, portadores de espadas e donos de uma altura de mais ou menos quinze centímetros. Conseguirão eles salvar as terras quentes e verdejantes de Tiffany?

Tiffany Dolorida vive em uma pequena aldeia, e faz parte de uma família de pastores. Seria um lugar pacato, se coisas muito estranhas não tivessem começado a acontecer. A garotinha, de apenas 9 anos, começa a ouvir burburinhos e a encontrar seres que não deveriam existir de verdade... que deveriam apenas fazer parte de contos de fadas ou dos pesadelos de alguém... mas, por algum motivo, começam a invadir seu mundo, e claro que a garota não vai simplesmente ficar vendo aquilo acontecer.

Há pouquíssimo tempo, Tiffany decidiu que queria ser bruxa, mesmo sem ter a menor ideia de como fazer isso. Mal sabia a garota que sua curiosidade sobre tudo e o fato de ser atrevida e cheia de iniciativa seriam as coisas que mais lhe ajudariam nessa jornada... Chega a encontrar uma bruxa daquelas que usam até chapéu pontudo, e ela lhe avisa para aguardar por ajuda, mas quando o irmãozinho caçula da protagonista desaparece ela conclui que terá que resolver tudo sozinha. Apenas ela e sua companheira inseparável: a frigideira de ferro.

Bruxas não usam magia, a menos que realmente tenham que usar. Dá muito trabalho e é difícil de controlar. Fazemos outras coisas. Uma bruxa presta atenção em tudo o que acontece. Usa a cabeça. Uma bruxa tem confiança em si mesma. (...) Delicia-se com pequenos detalhes. Ela vê através e ao redor das coisas. Enxerga mais longe que a maioria das pessoas. Uma bruxa sabe quem é, onde está e quando está. 

A definição de bruxa que Tiffany ouve descreve exatamente tudo o que ela vai precisar aprender para cumprir sua missão. Mas acaba conseguindo uma ajuda inesperada: os pequenos homens livres estarão ao lado dela em sua busca. Eles são seres de que eu nunca tinha ouvido falar: são pequenos, têm aproximadamente 15 centímetros de altura e são famosos por roubar e farrear o tempo todo. Mas acabam se mostrando aliados poderosos, fortes, destemidos e inteligentes.

Me diverti muito durante boa parte dessa leitura. Foi muito legal ver a personagem principal disposta a fazer qualquer coisa para salvar um menino de quem ela nem sentia que realmente gostava. Era uma criança inconveniente que não fazia nada e ficava pedindo doces o tempo inteiro... não dá para se interessar por alguém assim, certo? Claro que ela estava fazendo aquilo somente para não ver mais os pais sofrendo...

Tiffany descobre que existem mundos paralelos e vai parar em um deles. Um mundo que prende as pessoas em sonhos, que podem às vezes ter outros sonhos dentro deles; ou seja, forma-se um verdadeiro labirinto e é preciso estar sempre atento para conseguir enxergar a realidade e voltar para ela. 

Apenas achei que o livro poderia ter menos páginas, porque as coisas que acontecem nesse mundo se tornaram um pouco repetitivas para mim. Não que algo aconteça exatamente da mesma forma mais de uma vez, mas não acho que a protagonista precisaria ficar presa em tantos sonhos diferentes para concluir sua jornada. Fora isso, minha única ressalva é de que a revisão poderia ter sido mais cuidadosa.

Mesmo assim, foi um livro de que gostei muito. Que fala de amizade, de família, da importância de fazer o que é certo e nunca desistir dos sonhos nem deixar de acreditar em si mesmo. A história mostra que somos capazes de fazer qualquer coisa desde que realmente queiramos alcançar um objetivo. Esta série faz parte de uma saga maior que possui mais de 40 livros publicados, mas apenas 5 deles fazem parte da série da Tiffany. Já estou com o próximo livro aqui para ler, e espero gostar ainda mais dele. 

23 comentários:

  1. Oie...
    Me interessei muito em ler esse livro, principalmente, por tratar de assuntos como amizade e sonhos, esses temas são de longe os que mais gosto ;)
    Esses personagens parecem ser muito carismáticos também.
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ju! Achei legal a premissa do livro mas no inicio achei estranho você ler algo assim já que algumas vezes comentou que não gosto muito de histórias que são voltadas para o terror e etc; Só que parece ser uma história bem juvenil e achei legal a garota sair com uma frigideira. haha
    Beijos
    Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Terror realmente eu não leio de jeito nenhum, juro que me dá pesadelos, rs, mas esse livro não tem absolutamente nada de terror, é mais fantasia mesmo, e fantasia é meu gênero preferido! *-*

      Excluir
  3. Pratchatt é assim mesmo. Ele viaja e se alonga, mas acho que essa é a grande questão das suas obras (e veja bem, só li duas kkk), ele te afunda em um mundo maluco que, de formas bizarras, fazem o maior sentido hahaha
    Eu acho o Pratchett genial em todos os sentidos. Escritores como Gaiman se inspiram nele e por isso eu já o amo profundamente!
    Fiquei mega curiosa porque esse livro eu não li e ele parece muuuuito bacana. Já vou procurá -lo. Não posso perder essa dica!

    >> Vida Complicada <<

    ResponderExcluir
  4. Eu ainda não li nada do Terry, acho um pecado inclusive rs, mas uma amiga leu e simplesmente é apaixonada pela protagonista, por isso ainda quero muito conhecer a narrativa do autor!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oiii Ju, tudo bem?
    Menina quanto tempo faz que não leio livros assim e realmente despertaram muito meu interesse, diante dessa sua resenha que ficou maravilhosa, com toda certeza lerei, fiquei louca para descobrir como deve ser esse mundo da Tiffany e o que ela enfrentará.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bem?

    Eu não conhecia nem o livro e nem o autor, mas fiquei super contente em tomar conhecimento deles. O título da obra é bastante instigante, e pela a sua resenha, tenho certeza de que eu iria curtir bastante a leitura, a não ser pelo fato de ser um pouco longo sem necessidade. Mas em suma, adorei a dica e a premissa, e claro, já anotei a dica.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu ainda não conhecia o livro e fiquei feliz de você ter me apresentado ele.
    Achei a premissa do livro bem diferente e fiquei bem interessada em descobrir mais sobre esses seres e todo esse universo. Acho que o único ponto que talvez vá me incomodar nessa leitura seria essa coisa de ter sonho dentro de sonho, acho que talvez fique confuso e como você disse, repetitivo. Mas ainda assim quero ler!
    Ótima resenha e espero ter oportunidade de conferir essa obra em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Acredita que eu não conhecia o livro? A capa é linda e esse vermelho é bem chamativo.
    Essa temática envolvendo mundos diferentes me conquista logo de cara, ainda mais envolvendo amizade e família, que são as coisas mais preciosas que possuímos, né?

    Ah, preciso elogiar sua escrita. Que resenha bem construída! Inclusive vou curtir e seguir agora.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  9. Oi, flor!
    Gostei da sua resenha, especialmente porque pude conhecer um novo livro a partir dela. Mas confesso que não me interessei em lê-lo, infelizmente. Não parece ser o tipo de história que me encantaria. Apesar disso, gostei da trajetória da protagonista e do fato de que podemos acompanhar seu desenvolvimento ao longo dos sonhos descritos. Pena que parece ter excessos, né?

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  10. Parece ser uma história meiga e cativante! Já li algumas resenhas de outros livros desse autor e todo mundo diz que os mundos criados são meio doidos e ele se alonga nas explicações sobre ele. Mesmo assim, gostei bastante da premissa! E amei o quote explicando o que é ser bruxa! É perfeito e combina! Tomara que você continue gostando da leitura! beijo!

    ResponderExcluir
  11. Oi,
    Eu não gosto muito de livros que enrolam na história, repetindo várias coisas ou descrevendo demais. Percebi que esse livro enrola um pouco, como você disse. Então prefiro passar a vez e quem sabe outro momento.
    Parabéns pela resenha, ficou ótima
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Eu AMEI que ela decidiu que ia ser bruxa - quem dera nosso mundo permitisse isso. Apesar de você ter comentado que é enrolado, fiquei com uma sensação gostosa lendo a resenha e me imaginei com a idade da Thiffany lendo. Com certeza ia amar cair nesses mundos paralelos. Tomara que o segundo volume continue com uma história boa!

    Bjs, Cass | www.livroseoutrascoisas.com.br

    ResponderExcluir
  13. Adorei sua resenha. Adoro livros que descrevem tudo. Para escritores é uma forma de aprender bem. Ficou ótimo. Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oie! Esse livro me fez lembrar de um filme bem antigo chamado o Labirinto com o David Bowie conhece?!
    Achei bem bacana a história é curiosa para saber o que aconteceu com o irmão de Tifany e se ela vai conseguir encontra-lo.
    Me tira uma dúvida?! Esse livro dá para ler para criança?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila, o livro tem pouco mais de 300 páginas, então não acho que seja adequado para isso não.

      Excluir
  15. Jesus, 40 livros :O que exagero kkkk
    a protagonista é super novinha né? A história pelo jeito é bem infanto juvenil mas parece ser gostosinha de se ler. Eu particularmente não fiquei muito atraida, mas quem sabe um dia :)

    ResponderExcluir
  16. Olá Ju! O sobrenome dela é bem estranho e engraçado. Gostei bastante da premissa dele, gosto de livros nesse estilo, amo quando tem bruxas na história e fiquei curiosa para saber mais desses seres tão pequeninos de 15 cm. Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oi Ju... uma série de mais 40 livros nossa!!! Parece a série dos livros da Nora Roberts rs... apesar de não curtir muito essa temática eu fiquei curiosa, apenas porque foquei que tem um tom mesmo que pequeno de sobrenatural e como sabes adoro quando isso é envolvido nos livros... gostei muito de sua resenha e da maneira como descreveu a personagem... os valores que ele traz também são importantes... e pode ser o ponto chave pra que a história fique mais interessante... Xero!

    ResponderExcluir
  18. Hahaha eu ri com nome da personagem, tive que voltar e ler se realmente tinha lido Dolorida mesmo.
    Achei muito interessante a história parece aqueles filmes de aventura infato juvenis que víamos quando era mais jovens e adorava (a velha falando). Na verdade ainda gosto muito de leituras assim a la Alice no país das maravilhas.
    A capa não da a miníma ideia do que tem por dentro.
    Gostei demais, vou anotar essa dica e até para ler para meu filhote quando ele tiver maiorzinho.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  19. Olá!

    Não conhecia esse livro, mas achei bacana a forma como você se envolveu com ele. A capa está incrível, a BB quando quer, faz um trabalho ótimo!

    ResponderExcluir
  20. Olá,
    Não conhecia o livro e fiquei curiosa, porque parece ser uma aventura muito legal. Fiquei curiosa também para conhecer a personagem e saber como a escritora desenvolveu a história.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um escritor, não uma escritora. ;)

      Excluir

Obrigada pela visita e pelo seu comentário. =)

Os comentários são moderados, mas sua opinião logo será publicada!

Sejam sempre muito bem-vindos!

 

Entre Palcos e Livros Copyright © 2014 Design by Rebecca Barboza RêVivendo