sexta-feira, 14 de julho de 2017

[Resenha - Planeta] A desconhecida

Postado por Ju às 16:00
Título: A desconhecida
Autora: Mary Kubica
Tradução: Fal Azevedo
Editora: Planeta
Número de páginas: 352

Mais um instigante thriller psciológico da mesma autora de A Garota Perfeita, best-seller do The New York Times. Todos os dias, a humanitária Heidi pega o trem suspenso de Chicago e se dirige ao trabalho, uma ONG que atende refugiados e pessoas com dificuldades. Em uma dessas viagens diárias ela se compadece de uma adolescente, que vive zanzando pelas estações com um bebê. É fato que as duas vivem nas ruas e estão sofrendo com a fome, a umidade e o frio intenso que castigam Chicago. Num ímpeto, Heidi resolve acolher Willow, a garota, e Ruby, a criança, em sua casa, provocando incômodo em seu marido e sua filha pré-adolescente. Arredia e taciturna, Willow não se abre e parece esconder algo sério ou estar fugindo de alguém. Mas Heidi segue alheia ao perigo de abrigar uma total estranha em casa. Porém Chris, seu marido, e Zoe, sua filha, têm plena convicção de que Willow é um foco de problemas e se mantêm alertas. Em um crescente de tensão, capítulo após capítulo a verdade é revelada e o leitor irá descobrir quem tem razão.

Heidi é uma mulher que trabalha com assistência social a refugiados. Não consegue deixar passar a oportunidade de ajudar a quem precisa. É casada e tem uma filha, Zoe. Quando uma garota começa a cruzar seu caminho com frequência, uma garota que tem sempre um bebê nos braços e que claramente vive nas ruas, encara aquilo como sua responsabilidade, sendo capaz de tomar atitudes bem difíceis de entender... O que faz com que conflitos surjam tanto em sua família quanto entre ela e Willow, a garota desconhecida.

A desconhecida é um thriller psicológico narrado pelo ponto de vista de três pessoas: Heidi, Chris, seu marido, e Willow, sendo que a narrativa de Willow acontece no presente (mas nos apresenta aos poucos todo o seu passado), e as narrativas de Heidi e Chris acontecem na maior parte em um passado recente, quando as vidas dos três se cruzaram.

Confesso que no início a leitura foi bem lenta... As coisas demoraram para tomar forma, mas quando isso aconteceu o enredo conseguiu me prender. No outro livro que li da autora, A Garota Perfeita, desvendei facilmente o principal mistério do enredo; já nesse, embora eu tenha juntado algumas peças, houve fatos que me surpreenderam bastante. Achei que ela evoluiu entre a escrita das duas obras.

Algo que talvez tenha contribuído para a lentidão da leitura foi o fato de que não achei as personagens carismáticas, e isso normalmente é um problema para mim. A Heidi me pareceu uma completa maluca, a Willow era tão fechada que eu não conseguia me conectar com ela, e o Chris tinha umas atitudes nada legais. Tudo acaba sendo explicado, as duas mulheres passaram por coisas muito difíceis em suas vidas, mas não fui completamente convencida - no caso da Willow sim, mas no caso da Heidi não entrou muito na minha cabeça o desfecho. 

As folhas são amarelas, a fonte tem um tamanho bom e no início de cada capítulo temos o nome da personagem responsável pela narração. Achei a capa desse livro bonita e bem adequada, tem muito a ver com a Willow.

Não falarei mais sobre a obra para não correr o risco de estragar a leitura de alguém, não vou dizer que o livro aborda este ou aquele assunto pois são coisas reveladas aos poucos e eu odiaria que tivessem me contado antes. Não esperem um final bonitinho e perfeito, pois não vão encontrar. Mas acredito que o livro teve o final que precisava ter. 

7 comentários:

  1. Esse é o tipo de livro que eu leria e na verdade ja quero ler kkk
    Gostei muito da resenha.
    Beijos
    https://novolivronovoamor.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Adorei como o autor foi genial em colocar a narrativa meia mesclada sabe? Acho que isso deixa o livro bem mais atrativo e menos cansativo. Adorei a capa tambem e nao tinha ouvido falar deste livro tambem, adorei sua resenha, parabens.

    ResponderExcluir
  3. Oiii Ju tudo bem?
    Esse realmente parece ser um thriller psicológico de tirar o fôlego, faz tempo que não leio algo assim e já estou a sentir falta, gostei muito de saber a sua opinião e com toda certeza adoraria realizar a leitura, ótima resenha e essa capa está fantástica.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Quando li a palavra "thriller" já fiquei encantada hahahah. Nem preciso dizer que esse é meu gênero favorito, não é?! Aprendi a não esperar tanto por finais felizes quando se trata de um livro desse gênero, já fico satisfeita em ser surpreendida. Dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Não conheço os livros da autora, mas gosto bastante de thrillers. E acho que finais perfeitos nesse tipo de livro não combinam muito, prefiro aqueles que supreendem. A capa é muito linda!
    Beijos!
    Páginas Empoeiradas

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ju!
    Não sou muito fã desse gênero de leitura, mas eles são ótimos para sair da nossa zona de conforto. É muito ruim quando não nos simpatizamos com os personagens, né? Que bom que o mistério do livro não foi entregue facilmente, isso deixa a leitura muito mais empolgante.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas ando numa vibe boa para ler thrillers psicológicos e gostei da premissa desse.
    BJs

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo seu comentário. =)

Os comentários são moderados, mas sua opinião logo será publicada!

Sejam sempre muito bem-vindos!

 

Entre Palcos e Livros Copyright © 2014 Design by Rebecca Barboza RêVivendo