sexta-feira, 30 de junho de 2017

[Resenha - Seguinte] O ceifador

Postado por Ju às 16:00
Título: O ceifador
Autor: Neal Shusterman
Tradução: Guilherme Miranda
Livro #1 da série Scythe
Editora: Seguinte
Número de páginas: 448

A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria… Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador — um papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a “arte” da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão — ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais —, podem colocar a própria vida em risco.

Em O ceifador, conhecemos um mundo em que finalmente a utopia foi alcançada. Todos têm suas necessidades atendidas e podem escolher o que fazer com suas vidas - que têm uma boa chance de serem eternas, já que a morte natural não existe mais e em quase toda morte acidental - ou não - (exceto as causadas pelo fogo) as pessoas podem ser revivificadas (trazidas de volta à vida em poucos dias como se nada tivesse acontecido).

Todo o conhecimento que poderia ser alcançado já está disponível na Nimbo-Cúmulo - a inteligência artificial que governa tudo. Só um problema precisava ser superado: a humanidade não parava de se expandir. Então, para conter o crescimento populacional, foi necessário criar os ceifadores. Homens e mulheres treinados desde bem novos - normalmente a partir de sua adolescência - para tirar vidas, coletando pessoas.

Os ceifadores são respeitados e temidos. Precisam coletar sem preconceito, mantendo o equilíbrio entre os grupos raciais no mundo. Para selecionar quem será coletado, devem usar as estatísticas da Era da Mortalidade para encontrar pessoas com perfis que já naquela época faziam com que tivessem mais chances de morrer. Não precisam se submeter à Nimbo-Cúmulo - podem acessar qualquer informação que esteja guardada nela, mas não recebem ajuda para solucionar problemas como os outros seres; precisam tomar suas próprias decisões. Para se tornar um deles, é preciso cumprir dois requisitos principais: não querer isso e ter a força moral necessária para não se corromper.

Citra Terranova e Rowan Damisch são selecionados como aprendizes do Honorável Ceifador Faraday, que segue à risca as normas da Ceifa. Só que nem todos acreditam que isso deveria ocorrer, e o fato dele ser o primeiro ceifador de todos os tempos a escolher dois aprendizes ao invés de um complica ainda mais as coisas para ele e seus escolhidos.

Fiquei louca por esse livro desde que vi pela primeira vez a capa, que acho maravilhosa. Nem pesquisei nada sobre o conteúdo, só descobri qual era a trama quando comecei a ler, e fui me sentindo cada vez mais fascinada. A leitura fluiu muito bem para mim, como há algum tempo não acontecia. Estava sempre ávida por mais.

Adorei o universo criado pelo autor, apesar de não achar que um mundo em que tudo já foi descoberto e em que a única coisa necessária é acessar uma informação para se apropriar dela possa ter graça por muito tempo - entendi perfeitamente a possibilidade das pessoas se sentirem estagnadas.

Gostei demais dos conflitos mostrados, tanto os que aconteciam entre as personagens como os internos de cada uma delas. Existem os bons ceifadores, que mantêm a empatia e têm crises de consciência mesmo sabendo que seu trabalho é necessário. Ceifadores que só não desistem de sua tarefa porque pode ser que a pessoa escolhida para os substituir não haja como eles. Afinal, há também os maus ceifadores, que não são diferentes dos assassinos de antes. Sentem prazer em matar e se divertem com o sofrimento alheio.

A narrativa é feita em terceira pessoa, alternando entre os pontos de vista de Citra e Rowan, e também em primeira pessoa, quando temos acesso a trechos de diários de alguns ceifadores - todos eles são obrigados a manter um. As folhas são amarelas e a fonte é de um tamanho que torna a leitura bem confortável.

Várias vezes fui surpreendida e quando pensava que estava começando a desvendar algum mistério, Neal fazia com que eu ficasse de boca aberta de novo. O final, apesar de não ser completamente desesperador, me deixou muito curiosa para saber o rumo que as coisas vão tomar. Que venha logo a continuação e com ela muito mais emoções!

14 comentários:

  1. Olá!
    Tenho ouvido falar muito sobre O ceifador, mas até ler sua resenha não sabia exatamente do que se tratava. Achei a premissa bastante interessante e pelas suas impressões vejo que a história foi muito bem explorada e o contexto geral consistente e bem explicado.
    Fiquei curiosa para ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oiii Ju tudo bem linda?
    Estou bastante ansiosa pra realizar a leitura desse livrinho, principalmente pelo sucesso que está fazer. Percebo que não deve ser nada fácil essa missão que os personagens terão que acabar com a vida dos outros, mas quero muito ler e me aventurar e saber o desfecho.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Já li vários comentários bem positivos acerca desse livro. Desde que soube de seu lançamento já fiquei curiosa para fazer a leitura, agora lendo algumas resenhas tenho certeza de que preciso desse livro para ontem!
    A trama me agrada bastante e achei que colocar como personagens ceifadores (seres que tiram a vida) foi muito ousado e original, ainda mais pela forma que é feita a abordagem, com todos os ensinamentos.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é incrível!!!! Há um tempo atrás estava conversando com meu namorado a respeito desse tema: e se alcancemos um padrão perfeito de vida? O que faríamos para manter o equilíbrio?? Esse livro traz uma dessas possíveis respostas... Estou muito ansiosa para começar essa leitura!!
    Parabéns pela resenha!!

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Já ouvi falar nesse livro, tinha achado o título bem intrigante e tive pensamentos completamente diferente sobre o que ele realmente fala. Achei bem criativo por parte do autor criar um mundo paralelo onde existem ceifadores. Fico imaginando como essa escolha deve ser feita.. Gostei muito da resenha. beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Jú! Que resenha linda, moça. Adoro esses livros que nos levam a imaginar algo diferente, nesse caso uma vida em que tudo já havia sido descoberto (imagino que se caso isso acontecesse algum dia, seria um tanto quanto assustador). Achei muito bacana essa criatividade que o autor teve em criar uma história assim, que apesar de triste, pelo fato de que o ceifador precisa tirar a vida de algumas pessoas, me pareceu bastante interessante :)
    Beijos!

    www.aventurasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Ju, não sabia que este livro tinha continuação, pelo menos não tinha me atentado ao fato. Estou muito curiosa com o enredo deste livro, e acho engraçado com a sede de poder chega até aos ceifadores...
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ju!
    Diferente de você, eu não dei bola ao livro só pela capa dele, e o título me remeteu a algo mais de suspense ou terror, confesso, rs Mas desde que soube da sinopse e vi outras resenhas estou curiosa com a leitura, é o tipo de história instigante que, apesar de utópica e fictícia, certamente provoca muitas reflexões em torno mesmo da nossa realidade. O fato de ter uma continuação me deixa meio desanimada porque já tenho várias séries/trilogias por continuar, mas o interesse permanece, então espero fazer a leitura assim que possível.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  9. Oi Juliana!
    Eu tô doida por esse livro desde o lançamento. Já de cara a capa me ganhou e depois que li a sinopse, pronto, entrou pros desejados. A cada nova resenha a curiosidade só aumenta. Não comprei ainda porque pedi num amigo secreto (foi um das minhas 5 escolhas) e estou torcendo pra ganhar. <3
    Fico feliz em saber que gostou e que a leitura fluiu muito bem. É tão bom quando o livro acaba superando nossas expectativas, né?
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Acho que essa a terceira ou quarta resenha que leio desse livro, e cada vez que leio uma tenho mais vontade de ler o livro e tirar minhas próprias conclusões. A premissa é mto interessante e se a escrita for envolvente como imagino o livro deve ser fantástico.

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?

    Eu li esse livro esse mês em uma leitura coletiva e me surpreendi bastante com o que encontrei. A distopia aqui é muito bem trabalhada e consegue prender o leitor em todos os sentidos. Em alguns momentos também fiquei com a mesma sensação que você, que estava desvendando o mistério, mas depois vi que passei longe. Eu adorei a Citra e o Rowan, que me surpreendeu. Ambos foram muito bem como protagonistas! Louca pelo próximo livro!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi Ju,
    Eu estou louca para pegar esse livro logo para ler, porque amo a escrita de Neal, ele é um dos meus queridinhos... fora que é super simpático e todas as vezes que marco ele no twitter ele está lá curtindo haha. Eu adorei a premissa deste livro, acredito que vou amar, só pelo enredo que você citou na descrição da resenha, então depois dessa já quero furar a fila de leitura né. Xero!

    ResponderExcluir
  13. Olá tudo bem?
    Distopias é um gênero que tem me chamado bastante atenção e ao ler a sua resenha sobre o livro, percebi que vou gostar bastante. Achei a premissa super interessante e a forma como eles lidam para equilibrar o crescimento populacional é instigante. Fiquei curiosa para ler e espero gostar.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Que enredo totalmente diferente e criativo, adorei!
    O livro parece ser ótimo, ainda mais que tem um cenário e uma trama totalmente diferente do que estamos acostumados, fiquei hiper curiosa para realizar a leitura e saber da jornada desses ceifadores. A capa do livro está linda!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo seu comentário. =)

Os comentários são moderados, mas sua opinião logo será publicada!

Sejam sempre muito bem-vindos!

 

Entre Palcos e Livros Copyright © 2014 Design by Rebecca Barboza RêVivendo